Exercícios X Tratamento


Não quero ajuda profissional! Posso fazer exercícios sozinha?

Se você não quer ajuda profissional e acha que é capaz de se livrar do vaginismo sozinha. Ok, vamos tentar! Pode acontecer de você conseguir realmente... Vou tentar te ajudar!

Meninas expostas a traumas/abusos sexuais dificilmente conseguem seguir em frente sem a ajuda de um psicólogo. Se você não se encaixa nesse perfil... Pode ser que você consiga sozinha mesmo demorando mais tempo e pode ser que não consiga.

O que eu posso garantir é que vaginismo tem cura em 100% dos casos, quando são tratados corretamente por fisioterapeuta especialista e psicólogo.


O que eu posso fazer sozinha para me livrar do vaginismo?

Garota, você se conhece? Já se viu “lá embaixo” com ajuda de um espelho? Faça isso! Assim você vai descobrir exatamente onde fica o clitóris e onde fica a entrada da vagina.

O clitóris é uma zona muito sensível que uma vez estimulada pode te dar sensações de prazer e orgasmos. A estimulação clitoriana irá ainda te ajudar com a lubrificação da vagina, facilitando a penetração.

A entrada da vagina, é muuuuito importante que você saiba localiza-la! Ela é escondida pelos pequenos lábios, separe os pequenos lábios e prontinho. Você conseguirá visualizar a entrada da vagina. Logo ali dentro (não da pra ver), há um anel muscular, que deverá ser trabalhado com exercícios. Depois desse primeiro momento, onde você se conheceu. Siga passo a passo:

1)    Vamos às compras!!!:
a.    Compre um lubrificante vaginal a base de água, preferencialmente incolor e sem cheiro ou sabor . Assim você evita alergia! Passe esse lubrificante em TUDO que você for usar pata tentar uma penetração. Eu costumo usar o K-Y gel em meu consultório.
b.    Compre um sabonete líquido apropriado para higiene íntima, você irá precisar dele para lavar o seu material dos exercícios. Esse sabonete apropriado não irá alterar o seu pH vaginal.
c.    Compre 1 pacote de luvas de plástico sem talco ou saquinhos ZIP. Para você poder guardar o material dos exercícios.

2)    Você vai precisar de privacidade na sua cama, no seu quarto, de pelo ao menos 1h todos os dias.

3)    Deitada na cama, tente primeiro colocar 1 dedo (mantenha as unhas bem curtinhas). Lembre de usar lubrificante na ponta do dedo. Se você não conseguir colocar o dedo, pule essa etapa!

4)    Compre um dilatador ou pênis de borracha ou um mini vibrador, que tenha mais ou menos a largura de um dedo.  Vou chama-lo de n.1.

5)    Use o lubrificante na pontinha do n.1 e encoste-o entre os pequenos lábios, bem na entradinha da vagina. Faça movimentos repetitivos e suaves na tentativa de empurra-lo um pouquinho para dentro. Você não deve sentir dor em nenhum momento! Apenas irá sentir um incômodo junto com uma pequena pressão. Com o tempo e os movimentos repetitivos você vai conseguindo relaxar e conquistando alguns os milímetros caminho a dentro. Esqueça o relógio! Esse exercício precisa ser feito com muita paciência, sem pressa! Separe pelo ao menos 1h livre para você! Faça isso todos os dias até que você consiga introduzi-lo deixando apenas um pedacinho para fora.  

6)    Com esse pedacinho do lado de fora, você irá direciona-lo lá dentro, empurrando para um lado e mantendo por até 1 minuto, depois para o outro lado da vagina e finalmente para baixo + 1 minuto. Como se você estivesse alongando e massageando a musculatura da vagina. Repita 3 vezes mais ou menos, até você sentir que está fácil. Faça isso todos os dias. Quando você perceber que a penetração e os exercícios ficaram muito fáceis, está na hora de você passar para outro um pouco mais larguinho.

7)    Compre um dilatador ou pênis de borracha ou um mini vibrador, que seja um pouco mais larguinho que o primeiro. Inicie sempre o exercício com o primeiro, para facilitar a entrada seguinte do n.2. Siga a mesma orientação do itens 5 e 6.

8)    Ficou fácil? Permita que o seu parceiro, faça os exercícios em você!. Assim você treina confiar nele também! Comece mostrando para ele como se faz, e aos poucos deixe ele comandar os exercícios de vez em quando.

9)   Ta na hora de comprar o número 3. Quando você estiver nesse estágio, comece sempre os exercícios com o n.2 para em seguida facilitar a entrada do n.3. Repita os mesmos movimentos. Dia após dia, até que você se sinta segura para tentar uma relação sexual de verdade com penetração. Seu namorado ou marido precisará ser paciente!

10) Chegou o momento de começar a tentar a penetração com um pênis de verdade. Lubrificante na mesa de cabeceira? Ok... Há uma posição que pode ajudar você a ficar mais relaxada! Deitada de bruços, ele vai ficar encima de você, vai achar a entrada da sua vagina e colocar o pênis na posição, SEM forçar uma penetração!!!!!!! Fazendo apenas leves movimentos de “vai e vem” apenas tocando na entradinha, até que você relaxe e ele consiga ir aos pouquinhos ganhando espaço. Atenção!!! Você não deve sentir dor, apenas irá sentir uma pequena pressão. Em caso de dor, peça para que ele pare imediatamente e mantenha apenas o movimento na entradinha da vagina. Repita isso sempre que for tentar ter uma relação com penetração. E só pare de fazer os exercícios, com os "amigos" n.1,2 e 3, quando você conseguir ter uma relação com penetração total sem incômodo algum. Tente não se concentrar na penetração, peça carícias nas costas, pescoço... Carícias que possam te envolver no clima, relaxar e esquecer da penetração.

11)  Quanto mais frequente e menor for o intervalo de dias de uma relação para a seguinte, maior facilidade você encontrará dia após dia.

Lembrando que tudo isso fica muito mais fácil e menos traumático se você estiver sendo acompanhada por uma FISIOTERAPEUTA ESPECIALISTA EM UROGINECOLOGIA!

A fisioterapia uroginecológica é muito mais do que só o uso de dilatadores! Usamos várias técnicas que irão te auxiliar na conquista da cura! E na sua primeira consulta, será uma avaliação, exatamente para conhecer a sua história e verificar se realmente o seu problema é vaginismo. De acordo com o seu caso, iremos escolher o melhor tipo de dilatador para você. Além disso é nessa primeira consulta que você conhecerá todos os recursos de tratamento para o seu caso específico.

Cada garota tem uma intensidade de vaginismo, é necessário passar por essa primeira avaliação para que você  seja orientada especificamente par ao seu caso. Não existe uma única forma de tratar o vaginismo! Cada caso é um caso!

Sei que existem cidades, onde o fisioterapeuta pélvico / uroginecológico não é encontrado... Procurem por esse profissional em cidades próximas. É muito importante que você tenha esse acompanhamento!











220 comentários:

1 – 200 de 220   Recentes›   Mais recentes»
Anônimo disse...

Sou casada há 2 anos, só descobri o nome do meu problema há menos de 6 meses. Passei por várias ginecologistas e nunca ninguém havia mencionado um nome para o meu problema. Resolvi pesquisar na internet e foi então que descobri que eu tenho vaginismo. Eu e meu marido já tentamos de tudo! Faço terapia há 6 meses, porém consegui evoluir muito pouco! Fiquei muito animada com estes exercícios, mas acho que sozinha não irei conseguir. Pois nem OB eu consigo colocar! Onde compro os dilatadores? Quanto custa a consulta?

Fernanda Pacheco disse...

Olá querida, que bom que vc já sabe que o seu problema tem tratamento! Os dilatadores vc só encontra na internet, eles são importados. Mas vc encontra em qualquer sexshop vibradores e próteses de diferentes calibres. Do mais fininho ao mais larguinho. Monte o seu próprio KIT. Boa sorte! Dra Fernanda Pacheco

Fé disse...

Bom dia!

Eu já consigo colocar um pênis do tamanho normal de borracha, sendo que fica faltando mais ou menos dois dedos para colocar tudo e percebo que quando tento sinto um incomodo tipo uma dorzinha, gostaria de saber se isso é normal? e assim se eu treinar sempre se esse incomodo vai passar?.bjss adorei suas dicas no blog.

Fernanda Pacheco disse...

Resposta :5 de julho

Olá querida, parabéns pela sua conquista! E obrigada por colaborar com o blog. A sua dúvida pode ser a mesma de milhares de meninas!
Se vc consegue introduzir mais da metade do pênis de borracha, vc já ultrapassou o esfíncter vaginal (que é o lugar onde há a dificuldade para vagínicas). Não há a necessidade de vc introduzir esses últimos 2 dedos! Você já tentou partir para a prática com uma transa de verdade? Acho que se só te incomoda no finalzinho da penetração, talvez com um pênis de verdade vc nem sinta nada. Pois o pênis de borracha não se adapta à vc, já que ele é de um tamanho fixo, um pênis de verdade vai se adaptar a vc de forma bem natural. Além disso, tem mulheres que não gostam mesmo de penetração muito profunda, preferem posições onde as penetrações são menos profundas. Sugiro que vc leia um livrinho chamado Kama Sutra para eles e para elas de ANNE HOOPER. Nesse livro vc irá descobrir que existe posições onde a penetração é superficial (papai/mamãe), outras onde a penetração é intermediária e outras posições onde a penetração pode ser bem profunda (como por exemplo a de 4 apoios). Esse livrinho não é pornografia! É um livro super didático com ilustrações de modelos e o mais importante, oferece muitas informações e dicas. Assim vc irá descobrir o que é mais confortável e o que te dar mais prazer. Ok? Um beijo Dra Fernanda Pacheco

Karla disse...

Tenho uma dúvida em 10 seções a pasciênte ja pode ser liberada?. e após ser liberada, quais tipos de exércios ela tem que fazer em casa?

Fernanda Pacheco disse...

Karla pode ser que vc consiga ter alta com apenas 10 sessões, isso é bastante comum! Mas cada menina tem o seu time, é difícil prever qts sessões serão necessárias. E sim, tem alguns exercícios que são interessantes manter em casa, principalmente se vc não tiver vida sexual ativa após a alta. O exercício está descrito no post acima (item9). Obrigada pelo seu comentário!

Anônimo disse...

Boa Tarde Fernanda Pacheco, queria poder me tratar com vc, mais eu moro no interior de Minas Gerais, tenho boas referencias sua, descobri que tnho Vaginismo a 6 meses fiz sessao com sexologa/ginecologista 15 sessao foi bom so para saber o que tnho, dpois pesquisei sobre fisio encontrei uma mais so me passou exercicios de contraçao e relaxamento, AGORA VOU TENTAR fazer esse tratamento que tem no seu blog. QUERO SABER QUANDO EU TIVER INTRODUZINDO ALGO NA MINHA VAGINA, O QUE EU DEVO PENSAR?!?!? NOSSA eu quero fugir, sumir qndo tnho que pensar nisso! obrigado desde ja!!

Fernanda Pacheco disse...

Querida Anônima do dia 04/out conheço uma fisioterapeuta uroginecológica que trabalha em Minas. Sugiro que vc procure ajuda profissional assim que possível. Se vc quiser o contato dela te passo por email, basta vc me enviar um email para fernandapacheco84@hotmail.com . Quanto aos exercícios de casa que sugeri no blog, tente realiza-los quando vc estiver sozinha, procure NÃO se concentrar apenas no exercício. O ideal é que vc faça o exercício vendo um filme ou ouvindo música, por exemplo. Quanto menos vc se concentrar na vagina, mas o seu músculo irá relaxar.Ok?

Anônimo disse...

obrigado pela dica DR.vou tentar bom primeiro vou comprar esse dilatador, pq com o dedo eu nao consigo nao. att *FER*

Anônimo disse...

Não gostaria de postar aqui, tem algum email que eu possa enviar?

Vaginismo - Rumo à Cura! disse...

Ótimas dicas, Dr. Fernanda.
Teria algum profissional para indicar em Brasília?
Abraços.

Anônimo disse...

Olá!! Fernanda
Nossa fiquei muito feliz e animada quando descobri o seu blog, até hoje não tinha encontrado nada parecido, seu blog é bem esclarecedor e motivador, pois a maioria de informações disponíveis na internet são muito técnicas, porém o seu está bem próximo a nossa realidade de mulheres que sofrem de vaginismo.
Sou casada a 1 ano, porém namorei meu marido a 6 seis anos antes de casar, depois de um ano de namoro resolvemos ter a primeira relação, mas não conseguimos, achei que era pelo fato de ser a minha primeira vez, porém os anos foram passando e nunca conseguimos, eu pensava que era pelo fato de não me sentir a vontade, por não estar casada, porque isso para mim pesada bastante, devido a educação religiosa que tive, mas quando casei fomos para lua de mel, e achei que seria o grande momento, que tudo seria lindo e perfeito, porém foi frustrante, e com isso fiquei muito decepcionada comigo mesma, foi onde fui na ginecologista e ela me explicou sobre o vaginismo, comecei a procurar na internet algum tipo de ajuda e nada, ai resolvi ir em uma psicóloga, onde estou a 3 meses fazendo terapia, confesso que senti pouquíssima melhoras, praticamente nenhuma, só que está sendo bom para me expressar e ajudar a compreender melhor meus sentimentos, mas agora fiquei animada ao ver suas dicas de exercícios, vou tentar faze-los, porém não sei nem como começar, sinto muito vergonha, não me sinto a vontade, nem comigo mesma...hehe..acho que falei de mais.. por hoje..hehe.. quero parabeniza-la por essa iniciativa e agradecer, pois com certeza está e vai ajudar muitas mulheres

Mariana disse...

Olá Dra. Fernanda,

Obrigada pelas dicas, estou fazendo tratamento com psicologa faz um ano e ainda estou aguardando vaga para fazer o tratamento com um fisio aqui da minha cidade, logo cherei chamada para iniciar o tratamento com ela, porém já comecei os exercícios faz dois dias, comprei os dilatadores vaginais pela internet e já consegui introduzir o nº2 do kite de 6 dilatadores. Lembrando que há um ano atraz eu não conseguia colocar nem um cotonete, fui fazendo exercícios apenas por seguir algumas dicas na internet, e passei a conseguir inserir o dedo, e agora voltei firme com o tratamento. Graças ao meu ginecologista há dois anos e meio descobri que tenho vaginismo, porém o tempo passa rápido e só agora que consegui comprar os dilatadores, e voltar firme com os exercícios. No meu convêncio só tem uma fisio atendendo esta área em especifico, por este motivo ainda não consegui vaga, mas logo logo eu vou ser chamada.
Bom espero ter judado tbm alguém que está com duvidas sobre o tratamento. Um grande abraço e força e determinação à todas as mulheres que se encontram nesta situação hoje.

Fernanda Pacheco disse...

Mariana que bom! Vc está no caminho certo!!! Dedique-se ao tratamento e vc ficará curada com toda certeza! abraços e boa sorte!

Fernanda Pacheco disse...

Anônima do dia 10/out o meu e-mail pessoal é fernandapacheco84@hotmail.com

Fernanda Pacheco disse...

Anônima do dia 5 de dezembro: Querida continue com o seu psicólogo! Tente realizar em casa esses exercícios que ensino aqui no blog e se vc puder procure uma fisioterapeuta especializada em uroginecologia na sua cidade, dessa forma vc terá uma melhor evolução. Obrigada pelas palavras. Boa sorte!

Fernanda Pacheco disse...

Respondendo Vaginismo - Rumo à cura! : Não me recordo de nenhuma colega em BSB. Mas com certeza se vc pesquisar na internet fisioterapeuta em uroginecologia irá encontrar! Vou perguntar para outras colegas e depois te passo essa dica. ok? abraço

Anônimo disse...

Oi dra. Fernanda eu gostaria de saber se quem é virgem pode fazer esses exercícios. Isso ira romper o meu himen? Tento a penetraçao com meu namorado há 3 anos e nada, a dor é insuportável. Posso fazer esses exercicios sendo virgem?

Desde já, obrigada.

Fernanda Pacheco disse...

Resposta para Anônima do dia 6/fevereiro: Olá! Se você disse que tenta uma penetração há 3 anos, é bem possível que você não tenha mais hímen. O hímen pode se romper mesmo com uma penetração parcial ou com uma tentativa de penetração. Sugiro que você procure um ginecologista para conversar sobre esse assunto. OK? abraços

Anônimo disse...

Oi Fernanda,gostaria que vc pudesse indicar alguns sites para a compra de dilatadores para que eu possa iniciar um tratamento indicado no seu blog.
Obrigado Ana

Anônimo disse...

Olá, doutora Fernanda.
Depois de muitos anos (e muita dor), consegui completar o ato sexual. Faço pouco sexo porque dói demais. Mesmo assim, consegui engravidar. Estou no oitavo mês de gravidez e o obstetra passou a me dar toques na vagina. Sinto uma dor terrível e chega a sangrar. Gostaria de ter um parto normal, mas não sei se seria possível.
Gostaria de uma orientação...

Fernanda Pacheco disse...

Anônima do dia 20/fevereiro: Não recomendo parto normal pra você! Como você tem dificuldade de relaxar o períneo, o trabalho de parto normal pode ser bem difícil. Não teria problema, se antes de você engravidar, tivesse conquistado alta da fisioterapia. Espero tê-la ajudado. beijos

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Pkna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pkna disse...

Olá Dr. Fernanda. Fui diagnosticada com vaginismo, e faço tratamento com um sexologista há 2 meses, não consigo usar um OB,e ao realizar uma USG pra diagnosticar endometriose, senti muita dor quando o médico inseriu uma sonda pra por gel para realizar o exame, hoje consigo introduzir o dedo, mas não sem dor, e isso desanima, pois pensei que a cada tentativa a dor diminuiria e não é isso que está ocorrendo. Gostaria de saber se aliando a fisioterapia ao tratamento poderia conseguir resolver meu problema, é muito frustrante não sentir e não dar prazer ao meu marido. E mais uma dúvida: você poderia me indicar uma profissional em São Paulo?

Anônimo disse...

Olá Dra. Fernanda estou casada há dois anos e nunca consegui a penetração. Quando procurei uma ginecologista ela falou que havia tido uma pequena ruptura apenas. Sinto muita dor quando tento com o meu esposo e isso tem me desanimado e deixado aflita. Já consegui vencer a minha timidez e me observar melhor, consigo facilmente introduzir o meu dedo mindinho, mas quando tento algo mais largo dói e aí eu desisto. Quando eu observo percebo que tem como se fosse o restante da película do hímem solto, a senhora aconselharia cortar??? As vezes me desespero, não sei mais o que fazer.Me ajude por favor

Fernanda Pacheco disse...

Anônima não é necessário nenhum tipo de cirurgia para laceração completa do hímem! Até pq isso não iria resolver o seu problema de dor. Tente ir em uma fisioterapeuta especialista em uroginecologia da sua cidade. Se na sua cidade não tiver profissionais dessa área, tente fazer os exercícios de casa que recomendo aqui no blog. Se não conseguir me liga 21-99560-9080. bjs boa sorte

Fernanda Pacheco disse...

Pkna me mande um email fernandapacheco84@hotmail.com que te indico uma fisioterapia na sua cidade ok? bjo grande

Anônimo disse...

boa noite Dra.
pelos comentários que vi no seu blog, cheguei a conclusao que tenho vaginismo, tenho dificuldade na penetração e sinto ardência, as vezes consigo mas sinto desconforto e não sinto prazer, é possivel resolver meu problema com os exercicio? sou solteirae não tenho ao tenho namorado

Anônimo disse...

Doutora, tenho 19 anos. Namorei durante 3 anos e nenhuma tentativa dava certo. Depois namorei uma outra pessoa bem menos paciente e tragicamente piorou o meu nível de vaginismo. Me trato com terapeuta há tres meses e nao tenho um companheiro, mas preciso vencer isso sozinha. Meu problema é com ao diâmetro pois dedos e até outros objetos compridos mas finos eu ja consegui. Já liguei em seu consultorio e o valor da consulta é muito alto pra mim, sou estagiária, tenho uma família complicada que não sabe do meu problema (diagnosticado como vaginismo do tipo 1, nunca penetrada com prazer). A senhora conhece algum fisioterapeuta que possa me indicar que tenha projetos sociais ou preços especiais ?
Não sabe o quanto pode estar me ajudando.

Anônimo disse...

Olá drª Fernanda.
Descobri o vaginismo a pouco tempo, nunca apresentei nenhum sintoma antes. Sinto dores e um incômodo muito grande somente na penetração, se sou estimulada por meu namorado com os dedos não tenho problema algum. Isso é normal?

bjs...

Fernanda Pacheco disse...

Olá menina desculpem-me pela demora em responder. Para indicação de colegas fisioterapeutas, peço que você me mande um email. OK? fernandapacheco84@hotmail.com

Com relação à introdução dos dedos não provocar dor, mas na relação sexual com penetração provocar dor... Isso pode acontecer em alguns casos sim! Há meninas que conseguem fazer exame ginecológico normalmente, porém a penetração com pênis ainda sim é impossível. Existem vários níveis de vaginismo! As vezes os sintomas são de impossibilidade completa da penetração por qualquer coisa (dedos, OB, cotonete, espéculo), as vezes é restrita à impossibilidade de penetração apenas do pênis. Um abraço

Anônimo disse...

Comecei a fazer os exercícios, e percebi que quando faço o exercício para cima sinto mais dor, devo fazer o exercício mais vezes para cima?

Anônimo disse...

Olá Dra Fernanda,
Gostei muito do seu site e ver que não estou sozinha com esse problema, alguma indicação de profissional na Barra da Tijuca?
Não tenho como realizar o tratamento no Centro do RJ.
Desse ja agradeço imensamente!

Anônimo disse...

Bom dia, Dra. Fernanda , eu moro no interior da Bahia e não tenho como fazer o tratamento no Rio de Janeiro. Gostaria de receber algumas dicas de exercícios que eu possa fazer em casa. Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Olá! Tem sim! Siga o passo a passo que descrevo aqui no blog. Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Tente fazer xixi antes de começar o exercício. Provavelmente é isso! Qualquer dúvida, me liga!

Laura Azevedo disse...

Conhece alguma fisioterapeuta em maceió?

Laura Azevedo disse...

Conhece alguma fisioterapeuta em maceio?

Anônimo disse...

Fernanda, tudo bem? Olha, já tem uns três meses que comprei um kit de dilatadores (da absoloo) e tento fazer os exercícios em casa sozinha. Nem comecei pelo primeiro porque conseguia colocar um dedo na minha vagina. Enfim, são 6 níveis ao todo e eu meio que comecei pelo 3º. Fiquei um tempo, depois passei para o 4º, 5º e finalmente estou no 6º. Porém, tenho muitas dificuldades com o 6º. Parece não passar daquela parte da vagina que dá uma pressão. Tô tendo muita dificuldade. Isso é normal? Também sinto mais conforto quando faço o exercício de bruços. De barriga pra cima, a coisa fica mais complicada. Isso é normal também? E às vezes tento ter relação sexual e raramente tenho algum êxito... Fico muito tensa. Não consigo relaxar.

Anônimo disse...

Olá Fernanda. Gostei muito das dicas, eu tenho feito alguns exercícios com minha namorada, mas como ela só gosta de fazer comigo e também só conseguimos estar juntos a sós uma vez por semana, no máximo duas, não sabemos se haverá resultados.
Hoje em dia já consigo colocar o dedo médio se feito com calma e fazer um pouco de movimento de penetração, nada muito rápido e forte.
A questão é se fazendo isso poucas vezes por mês haverá resultados e/ou como maximizar esse resultados.. Estou sendo paciente, claro, mas também me vejo muito ansioso, em 1 mês e meio fazemos um ano de namoro e seria um grande presente pra nós termos nossa primeira relação finalmente consumada.
Beijos.

Fernanda Pacheco disse...

Para indicações de profissionais em outros estados , peço que entre em contato por email. OK? bjs

Fernanda Pacheco disse...

Anônima do dia 23... Vc tem que ter mais tempo de treinamento. Não consegue pedir ajuda de uma fisioterapeuta na sua cidade? Se não, insista nos exercícios de casa. Dedique-se todos os dias! E não tenha pressa. Em casa demora mais tempo mesmo. bjs

Fernanda Pacheco disse...

Anônimo do dia 24... O Ideal é treinar todos os dias. Continue treinando com ela e em algum momento ela se sentirá segura para treinar sozinha. Ansiedade e Vaginismo não combinam! Esqueça o tempo! Sem a ajuda profissional as vezes demora quase 1 ano. Se vcs tem pressa, sugiro buscar ajuda profissional! Não desista!
abraço

Anônimo disse...

Oi Fernanda. Sou o anônimo do dia 24 de agosto. Então, já procurei ajuda profissional, mas somos jovens universitários sem condição de pagar por profissionais.
Ela é muito tímida, só eu sei desse problema dela e ela também não pode contar nem com a mãe e a irmã para ajudá-la por ter uma família extremamente cabeça fechada.
Inclusive ela é um pouco também, só fala de sexo comigo e ainda com certos limites. Não possui assim uma amiga mulher para quem contar essas coisas e ter uma opinião feminina.
Então, além dos problemas financeiros, tem essa questão também.

Anônimo disse...

Tenho 21 anos... e casada há 5 anos... nao sei oq fazer e como começar. .. parece tao dificil pra miim. ...

Anônimo disse...

Fui o ginecologista hj... e ele disse q ainda sou virgem... e ainda tenho o hímen. .. sou a moca de 21 anos aciima.... me encaminhou pra uma psicóloga. ... estou tao perdida.

Fernanda Pacheco disse...

Anônimo do dia 24/agosto: Siga as instruções do blog e faça ao menos os exercícios em casa. ok? Se precisar tirar dúvida, me escreva! abraço boa sorte!

Fernanda Pacheco disse...

Anônima do dis 29/agosto: Vc casou aos 16 anos? Se vc for do Rio de Janeiro me procure para iniciarmos o tratamento com fisioterapia uroginecológica o quanto antes. ok?
(21) 2262-5335 (21)99560-9080

Anônimo disse...

Nao dr... na verdade tenho 22 anos e casei aos 17... uma semana depois fiz de 18 anos rs... entao moro no interior de sao paulo.... nao sei oq fazer pq meu ginecologista me emcaminhou para um psicólogo. ... ele disse q vai tentar me ajudar junto com a ajuda dessa psicologa.... ele ao me consultar disse q ainda aparente eu tenho o himen... mas disse q mesmo q eu retirasse ainda estaria com o mesmo problema.... obrigada pela atenção. ... mas eh tao dificil. ....

Anônimo disse...

Olá Dra Fernanda, amei o seu blog, difícil achar dicas na internet sobre exercicios para se fazer em casa.. Descobri que tenho vaginismo há 8 meses, sou casada há 5 meses e estou em plena lua-de-mel neh?! Mas a relação sexual quase não está presente em minha vida, consigo consumar o ato, mas na hora da penetração é bastante incomodo e sempre da aquela sangrada no final, isso é normal?! Tenho vontade de transar com meu marido quase todos os dias, mas fico apreensiva de doer e deixo para lá.. Vc acha q fazendo esses exercicios posso me curar?!

Anônimo disse...

Olá meninas, estou quase na minha sétima sessão de fisioterapia com a doutora Fernanda e estou extremamente feliz com o resultado do tratamento, pois sofri com o vaginismo por longos 14 anos... e hj posso me considerar praticamente curada, já consegui 3 relações com meu marido. Hoje quero colaborar de alguma maneira outras meninas que possam se identificar com minha história, registrando aqui o meu depoimento. Procurei muitos ginecologistas e ninguém me dava uma solução... apenas diziam que era psicológico, e que eu precisava de uma terapia; porém eu sabia que não era algo apenas psicológico e aquilo me deixava me sentindo péssima. Lembro bem de uma ginecologista que era considerada das melhores na minha cidade, que me aplicou uma anestesia no períneo super dolorida e disse que era pra eu tentar ter relações quando chegasse em casa e que se eu não conseguisse era porque eu não gostava de homem...é impressionante como existem profissionais e profissionais. Obviamente nem tentei.. ela conseguiu fazer com que eu sentisse a pior das mulheres, chorei muito nesse dia. Foi horrível. Numa outra consulta com uma outra ginecologista, até que essa foi bem atenciosa e demonstrou mais interesse em me ajudar, e falou que poderia fazer uma cirurgia pra retirar o hímen e que isso poderia me ajudar... mas acabei não fazendo. O tempo foi passando... acabei desistindo do meu casamento de 10 anos, não somente por isso, mas com certeza o vaginismo teve uns 70 por cento de culpa. Hoje aos 32 anos, estou com uma pessoa maravilhosa, meu esposo; e posso dizer que estamos vencendo esse pesadelo chamado vaginismo. Pesquisando muito na internet, encontrei um site chamado vaginismus.com que até me esclareceu muitas dúvidas, acabei comprando o kit de dilatadores de lá, mas demorou meses para chegar e quando chegou, tentei fazer os exercícios como era explicado no livro e num cd que vinha no kit, mas não consegui nem o cotonete.. por isso quero enfatizar que em alguns casos eu acredito que é EXTREMAMENTE NECESSÁRIO A AJUDA E A ORIENTAÇÃO DE UM MÉDICO FISIOTERAPEUTA ESPECIALIZADO NO ASSUNTO, acredito que algumas meninas realmente possam conseguir sozinhas seguindo o passo a passo, mas pra mim não foi possível, talvez porque existam vários tipos específicos de vaginismo.. aí só a fisioterapeuta pode avaliar e dizer qual tipo de dilatador e tratamento é para cada caso. Por isso digo por experiência própria que, quem não conseguir sozinha , não espere para procurar ajuda profissional, sozinha você pode levar muito tempo pra conseguir ou talvez nem consiga, então não espere pra procurar um profissional!!! O resultado do tratamento com toda certeza é muuuito mais rápido e direcionado para cada caso de vaginismo!!! Pesquisando a uns 2 meses atrás, consegui encontrar o blog da doutora Fernanda e logo liguei e agendei minha avaliação com ela, foi muito bom. Naquele dia saí do consultório com esperança que poderia ficar finalmente curada, ela foi muito atenciosa, explicou com muitos detalhes, o que era o vaginismo e como seriam feitas as sessões de fisioterapia. Na primeira sessão já saí mega feliz! porque não conseguia nem um cotonete sequer... já consegui o dilatador 1, ele é mais ou menos do tamanho de 1 dedinho; e assim fomos aumentando aos poucos os dilatadores, e fazendo todos os dias os exercícios que ela me orientava fazer em casa com os dilatadores. Estou muito feliz, e logo logo estarei de alta. Agradeço a Deus todos os dias por ter colocado esse anjinho pra me tirar desse sofrimento. Meninas não desistam de procurar ajuda !! A cura é totalmente possível! Obrigado Fernanda por sua dedicação em ajudar tantas meninas que sofrem com o vaginismo.

Família Sousa disse...

Para que médico posso ir para pedir uma requisição de Fisioterapeuta uroginecológica? Meu plano não tem profissionais credenciados nessa área e preciso de uma requisição para ver se posso ser ressarcido pelo plano após me consultar com médico particular!

Raquel disse...

Olá Fernanda! Eu até consigo transar, mas em posições limitadas. Por exemplo "papai-mamãe" é muito ruim para mim pois me sinto exposta de mais. Mas o que pega é fazer o exame papa nicolau. Já tenho 32 anos e nunca fiz e fico tão preocupada com minha saúde.
Afinal, será que posso considerar isso vaginismo? Existe vaginismo em graus menores?
Obrigada!!

Anônimo disse...

Olá Fernanda, tenho 24 anos e nunca consegui ter uma relação sexual normal. Há já algum tempo que me dei conta do problema que tenho e cheguei a procurar ajuda profissional, mas infelizmente o preço das consultas é alto demais para que eu pudesse seguir. Você saberia me dizer se existem profissionais que atendam à pacientes menos favorecidos, com menores preços? Vivo em Belo Horizonte. Abraços.

Anônimo disse...

Dr sou casada a 4 anos casei virgem e desde a primeira relação sexual sinto dores.me sinto estrupada pelo meu próprio marido.DOI muito mais eu deixo ele penetrar tudo.a dois meses tive um bebe e até agora não fiz sexo pois levei ponto.não posso pagar especialista nenhum.preciso de sua ajuda por favor....

Anônimo disse...

Ola dr. Fernanda muito obrigada por escrever esse post. Eu tenho 24 anos e faz pouco tempo que perdi a virgindade, pelo menos acho que não sou mais. Na minha primeira vez doeu muito e eu não consegui chegar a uma verdadeira penetração pelo contrario a dor era insuportável que paramos, ate meu parceiro falou que quando ele estava tentando penetrar ele sentiu um incomodo. Não pensei muito no caso pq achei que para uma primeira vez isso era normal, na segunda vez a mesma coisa aconteceu e eu ainda fiquei pensando "To meu, sera que ainda sou virgem msm depois de vê sangue na minha primeira noite?" Porque doeu muito achei q ainda era virgem. Isso td mudou de repente semana passada quando decidi tentar de novo e o q acontece?! Dores insuportáveis, sem penetração, tristeza e frustração. Comecei a achar q era anormal, que nunca iria ter uma relação saudável com ninguém e q provavelmente iria perder a pessoa q gosto - mesmo ele dizendo q td bem, q iria esperar ate q eu me sentisse confortável e pronta pra fazer amor. Fiquei muito triste e preocupada nos últimos dias, mas agora depois de pesquisas, depoimentos e seu blog eu me sinto muito mais confiante e com certeza não me sinto mais uma anormal. Não sei se outras mulheres se sentiram desse jeito quando não sabiam o q estava acontecendo ou o pq, mas senti q deveria desabafar um pouco. DESCULPA SE FALEI DEMAIS.

COM CERTEZA vou fazer esses exercícios q vc indicou e estou muito otimista. MUITO OBRIGADA MSM!!!

Juh Kikah disse...

Ai doutora, que ótimas essas dicas! vou tentar com certeza, já estou há uns 5 meses ou mais com esse problema, e acho que está refletindo até para o lado emocional, pq até consigo fazer sexo, mas com muita dificuldade, mas com essas dicas a senhora me passou tranquilidade e confiança para tentar!
Eu tive vários episódios de infecção urinária, será que isso pode ter causado o vaginismo?
Se eu continuar sentindo dor mesmo com os exercícios o que devo fazer?
A senhora faz consultas? quanto custa e onde fica seu consultório?
gostaria de conversar pessoalmente com a senhora, acho que estou ficando depressiva, termino de fazer "aquele sexo super doloroso" e caio no choro, meu marido nem entende nada,coitado, daí com calma eu explico e ele está bastante compreensivo comigo agora.

Fernanda Pacheco disse...

Olá Meninas... Vou responder a todas as dúvidas acima em um único post ok?

Toda dor sentida durante a tentativa de penetração vaginal, PODE SER vaginismo. Mas existem outras causas de dor durante a penetração. Para ter certeza do diagnóstico, procure um profissional especializado.
Veja nesse post, alguns outros diagnósticos : http://vaginismoefisioterapia.blogspot.com.br/2014/06/4-causas-de-dor-eou-incomodo-durante-o.html

Não conheço nenhum serviço público em BH que atenda casos de vaginismo com fisioterapia! Sei que em SP existe o projeto afrodite.

Infecções ginecológicas podem ser a causa do vaginismo, quando a menina antes de ter infecções conseguia ter relações sexuais normais e depois de muitos episódios de infecções não conseguiu mais! Chamamos de vaginismo secundário! Verifique se sua infecção já acabou e se a dor persistir , vc pode ter um vaginismo secundário ou até mesmo uma vulvodinia ou nenhuma das duas. Procure um ginecologista especializado.

Eu atendo na clínica urofisio, localizada no Centro do Rio de Janeiro de segunda à sexta de 8am as 8pm. Confiram nosso site: www.clinicaurofisio.com.br


Um beijo em todas!


Anônimo disse...

Em São Paulo a UNIFESP - universidade federal de SP tem um centro de atendimento voltado ao vaginismo. O atendimento é gratuito. Fica na vila Mariana

Anônimo disse...

Olá, Dra. Meu nome é Rebeca. Em janeiro de 2013 iniciei meu tratamento de vaginismo com ginecologista e terapeuta sexual. Não conseguia introduzir nem mesmo um cotonete na vagina. Sentia muita dor, devido às contrações involuntárias dos músculos. Fiz os exercícios, e em maio de 2013 tive alta. Desde então, consigo ser penetrada. No entanto, ainda sinto dor no início da penetração e no início da movimentação, quando fico um pouco tensa ainda. Quando estou excitada, a dor diminui. Já tive relações sem dor também, algumas vezes. A dor, mesmo assim, é muito menor que antes, e suportável, mas deixa meu namorado tenso e terminamos não tendo uma relação satisfatória. Por causa disso e de vários problemas (traumas) que o vaginismo tinha trazido para o namoro, não temos relações sexuais com frequência, passando até meses sem nos tocar. Será que essa dor que sinto pode ser pela insegurança do namoro em si, ou ainda devo ter vaginismo? Muito obrigada, desde já.

Anônimo disse...

Bom dia fernanda? Gostaria de saber se a primeira consulta é so uma avaliação ou ja é o tratamento? e quanto tempo de duração de cada sessão desde a avaliação a sessoes de tratamento. desde de ja agradeço

Anônimo disse...

Meninas tenham fe e perseverança sou casada a oito anos e descobri a doença pouco tempo faço tratamento com psicóloga antes não colocava nem o ob pequeno e agora já consigo colocar o médio e o grande comprei um vibrador e eu creio que vou conseguir vamos lá meninas Somos capazes

Anônimo disse...

Olá, sou casada há 1,5 ano e tenho vaginismo há 7 anos, estou em tratamento com uma fisioterapeuta e estou tendo muitos progressos :)
Estou na minha 7º sessão (vai de 15 a 20), já consig executar os exercicios com cone vaginal sem problemas, já consigo deixar meu marido me penetrar devagar, quase não sinto dor e incomodos.O único incomodo que senti essa semana foi quando (sem sentir dor) ele conseguiu me penetrar quase tudo :) , porém dá impressão que ele encosta na minha bexiga e me dá vontade de urinar...Meninas gostaria de saber se isso aconteceu com vcs e como resolveram? bjos... Ah parabéns pelo blog e pela iniciativa, o vaginismo é um problema que ninguém conhece :)

Anônimo disse...

Ola eu me casei a mais de um ano e nao consigo ter relacao com meu marido tudo comecou ainda na lua de mel eu pensava q iria ser facil ( sendo virgen ainda...) mais senti muitaaaaa dor entao nao terminamos e o tempo foi passando e agnt tentandoais meu medo e tao grande que ele nunca.me.penetrou.... fico muitooo triste ele tbm ; me arrependo denunca ter ido no ginecologista vou marcar uma consulta essa semana ainda... taba peskisando e achei seu site .... to com medo de ter vaginismo pq eu tenho?? e vaginismo ou so medo de dor ???... sou virgen ainda quero muitooo ter relacoes... obs ele ja colocou o dedo inteiro na minha vagina ... me Ajude por favor eu quero muito tentar novamente antes de ir no ginecologista...

Anônimo disse...

Estou desanimada. Fiz 40 sessões de fisioterapia pélvica e ainda não consegui ter relação. É assim mesmo? Demora muito?

Obrigada.

Anônimo disse...

Olá Fernanda,
O vaginismo me trouxe muita dificuldade desde que comecei a ter relações sexuais. Embora a maior parte delas não seja mais incomoda (há ainda certas posições que são dificeis para mim), meu maior problema continua a ser a primeira introdução do penis. Em todas as minhas relações sexuais é sempre difícil comecar, pq sinto dor e incômodo. Mas passado esse momento, a relação consegue se desenvolver bem. Você acha que esse tratamento é capaz de resolver esse problema?
Muito obrigada.

Ana Carolina disse...

Dra. Iniciei meus exercícios hoje, comprei um kit de dilatadores vaginais e iniciei pelo n 1. Não senti dificuldades ao introduzi lo, nem ardência e dor . Fiz 3 vezes os exercícios como mencionou acima, depois pulei para o n 2, bom este já me ardeu demais, fiz 3 vezes os exercícios e não consegui mais. Este sintoma de ardência é normal? Prossigo com os exercícios?

Anônimo disse...

Olá dra Fernanda,
Na minha primeira tentativa de relação sexual já consegui penetração. O músculo se fechou. Estou achando q tenho vaginismo. Em caso de positivo, é possível me tratar com fisioterapia, tendo em vista que ainda sou virgem? Como se daria esse tratamento na minha situação.
Muito obrigada pela sua atenção,
Att,
Francieli .

Li Morais disse...

Ola dra.
Me casei há um ano, e casamos virgens, ficamos seis meses tentando a penetração achando que seria normal a dificuldade por causa da virgindade, até que fui fazer meu primeiro exame de prevenção e a ginecologista diagnosticou vaginismo.
Comecei a fisioterapia ha 02 meses e o tratamento com psicóloga ha 02 semanas, sinto muita dor e travo minhas pernas, não consigo ter relação, li muito sobre isso e na maioria das pessoas logo se ajeita, mas parece que comigo tem demorado, tem alguma orientação para mim?
Tanto a fisioterapeuta quanto a minha psicologa ficaram assustadas pq não sabiam lidar com este caso.

Fernanda Pacheco disse...

Infelizmente não ! Tente achar no Google "fisioterapeuta pélvica em Maceió "

Fernanda Pacheco disse...

Sua Fisio tem experiência com vaginismo? Isso é normal ! Cada menina tem seu tempo ! Persista e em breve vc estará curada! Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Olá apenas 1 única tentativa de penetração não é capaz de acusar o vaginismo ... Tente outras vezes e se não conseguir procure um fisioterapeuta especialista para ter a certeza do seu problema . Apenas examinando podemos confirmar a causa da dor. Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Infelizmente não conheco ! Tente procurar no Google assim: fisioterapeuta pélvica em Maceió

Fernanda Pacheco disse...

Ana os dilatadores são apenas 1 dos recursos da fisioterapia ... Vc deve procurar uma ajuda profissional ! Não deve insistir se estiver te machucando , pode até piorar ! Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Olá ... Vc tem certeza que o seu problema é vaginismo? Pode ser outra coisa ... Existem várias causa de dor para iniciar a penetração. Conforme o seu diagnóstico com um Fisio ou médico especializado

Fernanda Pacheco disse...

Olá... Vc está levando o tratamento a sério? Está fazendo os exercícios em casa diariamente? Cada menina tem o seu tempo ... E Qto menor o compromisso com o tratamento mais tempo se leva pra ficar curada! Dedique-seria e certamente com ajuda da Fisio e do terapeuta vc estará curada em breve !

Fernanda Pacheco disse...

Olá querida ... Procure uma fisioterapeuta o quanto antes! Garanto a vc que seja qual for o seu problema ficará mais fácil de resolver com ajuda especializada !
Pode ser vaginismo ... Se for, o tratamento é super rápido! Bjos

Fernanda Pacheco disse...

Sim!

Fernanda Pacheco disse...

Se vc for pedir reembolso , sim! Se não tiver um gineco de sua confiança, posso te indicar!

Fernanda Pacheco disse...

Sim ! Pode ser ! Marque uma avaliação com um profissional especializado . Só assim poderá tirar sua dúvida !

Fernanda Pacheco disse...

Isso pode acontecer se a penetração for muito profunda e tocar no útero ou se vc estiver com a bexiga cheia !

Fernanda Pacheco disse...

Primeiro apenas avaliação ! A consultas demoram 1 hora e são realizadas 1 x na semana bjs

Fernanda Pacheco disse...

Se vc ainda sente dor o vaginismo ainda não sumiu completamente e vc deve continuar o tratamento ! Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Tende seguir as dicas do blog ... Faça um esforço financeiro e procure ajuda! Bjs

Anônimo disse...

Olá
Tenho os dilatadores, mas não usava da forma correta. Comecei hoje tentar usá-los. Se fosse fazer fisioterapia, de quanto em quanto tempo precisaria fazer uma sessão? Durante quanto tempo mais ou menos? É que moro longe de onde teria especialistas.
Parabéns pelo blog. Muito bom.

Anônimo disse...

Oi estou casada faz 2 meses e estou com dificuldade em ter relações sexuais com o meu marido o orgão sexual dele é grande e eu sou virgem existe algum remédio dilatador ou um especialista que possa me ajudar?Estou desesperada não sei o que fazer

Anônimo disse...

Olá, tenho vaginismo 3 anos e nao conseguia colocar nem um O.B. Depois de muitas tentativas e usando lubrificante consegui, mas ardia e doia demaiss da conta!!! Mas eu pensei que tinha que ser forte e enfrentar a dor! Depois de um tempo tive a ideia de mudar a posicao pois eu poderia estar colocando errado. Foi ai que tive a ideia de agachar de pernas bemm abertas para abrir mais la em baixo e me policiei para nao contrair o musculo, fui colocando devagar e controlando a respiração, e usei uma tecnica que deu certo, eu fazia forca como se estivesse fazendo xixi, assim controlava as contrações involuntárias. Percebi que nessa nova posiçao e usando o dedo ao inves do OB entrava mais facil. Consegui colocar todo o dedo so nao consegui mexer la dentro para os lados, pois sinto um incomodo na pelvica, parece que to encostando la no utero, isso e normal Dra Fernanda?? Bjsss obrigada.

Anônimo disse...

Fernanda qual site posso comprar o kit pra vaginismo? Vi um no site
www.vaginismus.com mas não sei se é seguro.

Anônimo disse...

Agora aos 50, com chegada do menopausa, após 6 meses sem relação, descobri que estou com vaginismo.Só consigo penetração na portinha (3 cm), depois é uma dor terrível, parece que esta bloqueada. Fui na ginecologista mandou usar lubrificante (como se eu não usasse e fosse uma menininha inexperiente.Ja ouviu falar de vaginismo na menopausa... Tratamento é diferenciado? Pode ser outra doença?

Anônimo disse...

ME CHAMO ANONIMA TENHO MUITA DOR NO MEU CLITÓRIS O QUE EU FAÇO?

RÊ disse...

Olá Fernanda, no dia 5 de dezembro de 2013 16:32 eu postei aqui no blog um pouquinha da minha história e também minhas angustias, na época estava desesperada em busca de ajuda e não acreditava que eu poderia mudar essa história, mas hoje graças a DEUS posso voltar aqui para compartilhar minha vitória.
A exatamente 1 mês conseguir ter uma relação sexual com meu marido, com direito a penetração sem nenhuma dor, foi um momento inexplicável, ficamos super felizes e emocionados, pois foram tantas lutas, tantas angustias, que nunca imaginei conseguir consumar o ato sexual. Na noite que tudo aconteceu, eu pensava até que estava sonhando, não acredita que era verdade o que eu estava vivendo, mas ai conseguimos repetir e repetir em outros dias, assim me senti aliviada e pude acreditar no que estava acontecendo
O que me ajudou muito a vencer essa dificuldade, foi o excepcional apoio do meu marido e os amiguinhos dilatadores e vibradores
Meninas, realmente essas borrachinhas ajudam bastante, pois possuem tamanhos diferentes e por serem de borrachas, são flexíveis e de fácil higiene.
Olha realmente dar o primeiro passo e começar a usá-los, não foi nada fácil, um dia amanheci empolgada e com coragem, e resolvi entrar na internet em sites de sexshop e comprar o kit com 5 dilatadores (meninas não é caro, comprei no Brasil mesmo e chegou em minha casa em uma caixa super discreta), quando chegou eu não conseguia nem abrir, comecei a rir e não sabia nem o que fazer com eles, bom guardei e lá ficou por muito tempo, até que meses depois, no dia do aniversário de casamento no ano 2014, resolvi tomar coragem e peguei o menor e levei para o motel para comemorar com o meu marido, eu nunca consegui usar sozinha, quem sempre inseria em mim era o meu marido, isso por um lado foi bom, porque assim criávamos mais intimidade, e conseguimos quebrar as barreiras juntos, afinal isso já não era um problema apenas meu, mas nosso. Com isso, o tempo foi passando, e fomos aumentando os tamanhos, claro que cada vez que tentávamos mudar o tamanho, me sentia ansiosa e angustiada, com medo da dor, as vezes até protelava a mudança, mas no final dava tudo certo. Além disso, meu marido comprou pra mim, um pequeno vibrador, que usava junto no momento da penetração, olha quando ele comprou fiquei super envergonhada e não queria usar, mas confesso a vocês que realmente ajudou bastante no momento da penetração dos dilatadores, porque eu ficava mais relaxada e com vontade. Enfim depois de 10 meses utilizando quase sempre os dilatadores e também o vibrador, conseguimos então vencer as barreiras e alcançar a vitória. Hoje me sinto uma mulher completa e muito, muito feliz!
Espero que minha história possa ajudar e animar as que ainda estão enfrentando essa dificuldade, Meninas não desistam, vocês também alcançaram a vitória! tudo tem o tempo certo, o importante é nunca desistir de lutar!

Anônimo disse...

Rê, que bom saber que alguém conseguiu, comprei os dilatadores, cheguei a usar, mas desanimei, estou tentando recomeçar. Se você não se incomodar de responder, sobre o vibrador, de qual tamanho era? Era do mesmo que o vibrador? Tenho medo de conseguir usar os dilatadores e não conseguir a penetração depois.
Um abraço

Rê disse...

Olá não sou especialista nesse assunto, sou só uma simples usuária que conseguiu obter resultados, mas eu indico muito a utilização dos dilatadores, porque como eles tem tamanhos diferenciados, você pode ir aos poucos aumento os tamanhos, e isso não precisa ter pressa, tem que ser no seu tempo, quando sentir a vontade. E fique tranquila como eles tem o mesmo formato de um pênis, você conseguirá sim após a sua evolução, realizar a penetração.
Quanto ao vibrador, não é de introduzir, ele é bem pequeno, parece um batom, seu uso é externo, apenas para estimular o criatório, ficando mais relaxada.
Bom isso é apenas uma dica, que funcionou comigo.O importante é não desanimar e tentar as técnicas que melhor se adaptar. Você também vai conseguir superar essa dificuldade.

Anônimo disse...

Olá, tb vivo esse terrível inferno ao lado do meu amor a 15 anos. Nos damos muito bem, fazendo várias coisas na cama... mas penetrar q é bom, nada! Já sofri muito com isso, mas nunca deixei de tentar proporcionar prazer ao meu marido... de outras formas. Influenciada por uma ginecologista até fiz cirurgia de retirada do himen, ñ resolveu! Comecei a fazer pesquisas na Internet e foi ai q descobri q tinha vaginismo A cerca de um mês encomendei pela NET os dilatadores q demoraram para chegar me matando de ansiedade. Recebi os mesmos tem quase 15 dias e já usei. Fiz o exercicio sozinha e para minha feliz surpresa log
no primeiro dia usei do 1 ao 4. Fiquei radiante ao conseguir fazer a introdução, deixei de me sentir um ET e me sinto mais confiante, mais mulher e aum pequeno passo de conseguir ser penetrada pelo meu amor! Estamos muito felizes pq agora temos esperança e a certeza q sou uma mulher normal. Ainda ñ consegui passar para o quinto mas percebo q é só uma questão de tempo e falta pouco...
Agradeço o apoio e as dicas de coração!

Rê disse...

Muito legal isso que é importante, não desistir. Mas não fique ansiosa, a evolução dos dilatadores tem que ser aos poucos, não precisa fazer tudo no mesmo dia, tem que colocar um tamanho e usa-lo por vários dias, até não sentir nenhum incômodo, para ai sim mudar para o próximo. Eu ainda não abandonei totalmente esses amiguinhos, ainda uso antes de realizar a penetração com o meu marido, para não causar nenhum trauma e acabar regredindo. Por isso, o ideal é fazer tudo com tranquilidade, o mais difícil você já fez, agora é só questão de tempo. Estou torcendo por você!! Bjos

Anônimo disse...

Oi! Tenho boas notícias. Eu sou a anônima do dia 15/de abril, que disse que tinha começado a usar os dilatadores naquele dia. Queria compartilhar o que aconteceu desde então com todo mundo e com a dra Fernanda, quem sabe possa ajudar alguém. Desde lá comecei a usar rigorosamente os dilatadores, conforme as instruções do blog. Comecei no dedo, depois no menorzinho, e hoje já consigo inserir o n 5 sem sentir dor. Há duas semanas fui a minha ginecologista, falei o que estava fazendo e ela me olhou com uma cara de quem achava q não funcionaria. Mas aí, quando fui fazer o exame, o espéculo entrou normalmente, apenas com um leve incômodo (antes isso era completamente impossível), e a própria médica se surpreendeu. Ontem, tentei ter relação, e senti um pouco de penetração, embora não totalmente. Agora tenho certeza que consiguirei! Queria deixar isso registrado não para desincentivar o tratamento com fisioterapeuta, mas para que meninas que como eu moram longe de capitais vejam que com esforço e dedicação vejam que é possível vencer esse problema! Quando estiver totalmente curada, escrevo de novo, mas já estou feliz com o resultado. Obrigada, dra Fernanda pelo blog e essa postagem, em especial! Ass: NR

Anônimo disse...

Oi Rê, sou a anônima de 01/06. Fiquei muito feliz com seu comentário e dicas de incentivo! Muito obrigada! Grande abraco querida, em breve voltarei com mais noticias.

Anônimo disse...

Que trabalho lindo a Dra está fazendo. Gostaria de compartilhar minha historia pois li todos os comentarios e ainda ninguem relatou ao semelhante. Na adolescencia, como não conseguia fazer os exames ginecologicos pois sentia muita dor a medica achava que era pq eu ainda era virgem. Ocorre que apos o casamento (casei virgem) meu marido tambem nao conseguia entao acabei fazendo apenas sexo anal nos promeiros anos de casamento ate que a medica propos que fizessemos os exames com anestesia local pra saber se estava tudo bem. Foi ai que entendemos que eu tinha o himem imperfurado e que de fato foi preciso ela retirar uma pelinha para eu eu pudesse ter relações normalmente. Desde entao avançamos pois meu marido consegue colocar metade do penis e tambem o dedo porem sigo com muito pavor de exames ginecologicos e não consigo introduzir objetos como vibradores pois tenho muita aflição. creio que devo ter desenvolvido algum grau de vaginismo por ter realmente sentido dor antes pois hoje em dia existem momentos que meu marido consegue penetrar e outros não. É como se o musculo realmente fizesse uma barreira em alguns momentos, principalmente quando nao existe ainda a lubrificacao. Quero ser mae mas me pergunto se da forma que estamos fazendo sexo hoje o espermatozoide consegue chegar ao ovulo (ja estamos tentando ha 2 anos sem sucesso) e, por outro lado, tambem me pergunto como conseguirei fazer os exames de toque se a unica pessoa que ainda consegue colocar o dedo e o meu marido. A Dra acha que me enquadro no diagnostico de vaginismo? E se não, o que acha que pode ser? Muito obrigada e Deus lhe abençoe.

Anônimo disse...

Olá Dr.Fê parabéns pelo lindo trabalho... Sou casada a 6 anos e nunca consegui fazer amor com meu esposo !!!Ao meu vÊ a primeira barreira a ser vencida é a "vergonha" pq a primeira coisa que pensamos é que somos anormais!!!É essa eu venci...Procurei ajuda mas como uma moça que está em tratamento disse e foi muito feliz em sua fala... existem profissionais e profissionais infelizmente,muitos não se colocam no lugar da paciente!!!Fui em uma ginecologista e disse que era psicológico e eu pensava:"Que psicológico é esse que é uma dor infernal gente"!!!Fui á vários e falam a mesma coisa !!!QUE DIFICULDADE DE ACHAR PROFISSIONAIS AMÁVEIS !!!Fui ao consultório sai choarando tamanha brutalidade em me examinar e claro me prejudicou pq fiquei um bom tempo com medo e formou assim outra barreira a ser quebrada afi ...Dr. há uns 6 meses atrás acho que numa dessas tentativas ,não entendi nada,mas engravidei !!! Mas ao quase 3 meses perdi meu bebê e na sala de pré-parto cada hora um médico vinha me da o toque e eu chorava de dor dr. um chegou a me dizer que se eu tivesse o bebê a cabecinha ia ter que sair por ali(vagina)... Infelizmente esses são alguns do que se dizem profissionais da área até que falei rapidamente com a médica que ia fazer a curetagem , que eu achava que tinha o hímen complacente... Na verdade eu já havia lido algo sobre vaginismo.E queria ter a certeza se era ou não!!!E a mesma me falou sobre a musculatura irregular...Dr.Fernanda em uma curetagem da pra saber se a pessoa tem Vaginismo???Uma vez que tbm não faço exames ginecológicos devido a tantas dores... Socorro doutora pois já pensei em terminar meu casamento de 6 anos devido a isso,embora graças a Deus meu esposo é super compreensivo!!!Sinto dor só dele me tocar superficialmente.No seu consultório atende pelo plano Unimed, não vi ninguém perguntar por esse plano???Posso usar algum anestésico???Obg .Bjs.

Anônimo disse...

Olá,
Sou a anônima do dia 2 de junho. Não tenho certeza se alguém ainda lê esses tantos comentários aí em cima até chegar ao meu, mas quero escrever para quem sabe ajudar alguém que está na mesma situação que eu. Então, pra resumir: há uns 2 meses faço os exercícios que a dra Fernanda falou aí em cima; tento fazer todos os dias, mais ou menos uma hora por dia. Já desanimei, pensei em desistir, mas meu marido me reanimou. Estou escrevendo para dizer que, depois de conseguir realizar o exame ginecológico, hoje consegui uma relação com penetração e SEM DOR! , apenas uma certa pressão. Estou muito feliz. Nesse meio tempo, li bastante sobre o assunto e conversei muito com meu marido, tentando quebrar qualquer tabu que tivesse. Quis escrever para animar outras tantas mulheres com o mesmo problema,dizer que é possível vencer (no meu caso, foi sem ajuda profissional, apenas boa orientação como este blog, disciplina, determinação e força de vontade); especialmente para aquelas que como eu estão longe de bons profissionais ou não podem pagar por um tratamento. Espero ser de alguma ajuda. NR

Rê disse...

Parabéns anônima do dia 09/07!! Eu também consegui superar essa dificuldade sozinha, e é muito bom compartilhamos isso com as outras mulheres, porque as vezes por falta de recursos, ou por não ter ninguém em suas cidades especialista no assunto
Um bom profissional muito importante, mas se não tem opção, sozinha é possível vencer esse desafio, o que não pode é desanimar jamais! Vamos lá mulherada vamos com tudo enfrentar nossos medos! Ajudando umas as outras todas alcançaram a vitória!

Anônimo disse...

Oi Rê! De novo a anônima do dia 9. Obrigada pelo seu comentário. Já somos duas que se manifestaram aqui, que venceram sem ajuda profissional. Claro, se fosse com ajuda o processo seria bem mais fácil, mas quando não se tem opção, a mensagem é: podemos vencer sozinha! Para mim, o tratamento está a mais de 400 km. Que mais .mulheres possam ler nossos come n tarios. Bjos

Anônimo disse...

Dra. Fernanda, estive olhando seu blog e lendo sobre vaginismo. Tenho este problema! Namoro há quase cinco anos, não consigo deixar a penetração acontecer pois fico muito nervosa e sei que vou sentir dor por contrair os músculos. Não consigo relaxar de jeito nenhum, entro em pânico. Isso está afetando muito nossa relação e me sinto muito frustrada por isso. Gostaria de saber se posso tentar fazer esses exercícios com os alargadores em casa mesmo sendo virgem. Pensei em procurar uma Fisioterapeuta especializada em uroginecologia, mas tenho receio dela não saber tratar o meu caso. Estou em dúvida se procuro uma sexóloga ou uma fisioterapeuta, meu problema é muito psicológico. Pode me orientar?

Anônimo disse...

Oi meninas, sou a anônima do dia 01/06/2015. Gostaria de mais uma vez partilhar aqui com vocês a minha experiência, principalmente com quem não tem condições e/ou opção de tratamento profissional. E é com muita felicidade que divido aqui a alegria de ter conseguido a tão sonhada penetração com o meu marido, estamos muito felizes e com a sensação de que tiramos um enorme peso dos ombros,rsrsrs. Só vcs para compreenderem o que estou sentindo, pois foram muitos anos sofrendo achando que eu era diferente, uma espécie de extra terrestre.
Até que resolvi enfrentar o problema com coragem e determinação e fazer os exercícios em casa mesmo. Com o tempo fui perdendo o medo e percebi que o uso do dilatador incomodava cada vez menos, até que tentamos algumas vezes sem sucesso mas quando menos esperamos já estava tudo lá...kkkkkk.
Quero pedir a vocês que passam por isso para não desistirem e serem firmes neste propósito, pois eu já não acreditava e superei isso. Parece difícil mas não é!
Um grande abraço a todas, estou aqui na torcida por vcs!

Dudas Buangi disse...

Oi DR. a minha namorada tem uma problema, ela tem sentindo mas dor do que prazer e as vezes o penes não entra, quando ela colaca dedo sente apenas uma minima dor apenas no começo.
o que ela deve fazer para essa dor desparecer durante a relacao e sentir so prazer?

Anônimo disse...

Dra. Não acho que eu tenha vaginismo,pois tenho relação normalmente. Só que não consigo nem colocar ob. Preciso fazer o papanicolau e não consigo. Doi muito e sangra. O que pode ser? Estou frustrada e desesperada.

Claudio Elias Do Nascimento disse...

MUITO BEM EXPLICADO parabens...

Anônimo disse...

Oi, meninas! Depois de 10 anos, isso mesmo, 10 anos, consegui a primeira penetração!!! Meu marido e eu choramos de emoção, pois como sabem o caminho é muito sofrido. A penetração foi um pouco dolorida, mas sei que em pouco tempo vai melhorar...Esse blog me ajudou muito com as dicas! Eu não conseguia nem tocar na entrada da vagina quando me casei (casei virgem) só depois de 8 anos, desesperada, conversei com a ginecologista e ela me disse que era vaginismo e eu fiquei feliz, pois pensei que eu era um ET! Ela me mandou tentar colocar um absorvente interno. Demorei quase um ano para conseguir colocar o OB mini e não tive coragem de voltar a ginecologista. Depois comecei a pesquisar nos blogs e vi que muitos indicavam os dilatadores. Comprei e comecei treinamento, era muito ruim, me sentia um lixo, me sentia estranha, incapaz..., ficava sozinha no quarto fazendo os exercícios e até chorava, pensava que nunca iria conseguir e demorou uns 2 anos até eu chegar ao último tamanho, mas quando ia tentar com meu marido, NADA!!! não entrava, eu via a tristeza no rosto dele e pedia a Deus que me matasse ( eu não estou exagerando), pois assim ele teria a oportunidade de ter uma vida completa e feliz com outra mulher. No desespero cheguei a falar com ele para procurar mulher na rua, ele nunca aceitou e dizia que ia viver sem sexo completo, isso me matava por dentro...Depois li uma dica aqui no blog para atrelar os exercícios com os dilatadores com minha intimidade com meu marido,( eu fazia os exercícios sozinha em casa). Percebi que meu marido ficou meio estranho quando viu aquele monte de dilatadores na cama rs, aí fiz assim: enquanto ele me acariciava eu ia colocando os dilatadores um a a um, do menor para o maior com muita calma,deixava cada um deles por volta de 5 minutos dentro de mim. Quando terminei pedi ao meu marido que tentasse colocar o pênis dele, eu segurei o pênis dele e controlei o tanto que podia entrar, aí entrou TUDO!!! Na primeira vez que tentamos!!!!!!! Nem acreditei!!!!Gente, não desistam!!! É possível sim!!! Deus é bom demais!!!! Na hora passou na minha mente todos aqueles looongos anos de tristeza que finalmente tinham chegado ao fim.

Adriana Ribeiro disse...

Bom dia!
conhece alguma Fisioterapeuta na região sul fluminense ( resende /porto real/ barra mansa/) que possa indicar?
Obrigada

Anônimo disse...

Olá, parabéns pela sua conquista. Li seu depoimento e achei fantástico. Passo pelo mesmo problema e penso as mesmas coisas a quase 4 anos. Gostaria de saber como fez pra iniciar os exercícios com os Dilatadores sendo virgem? Conseguiu romper o hímen com os dilatadores? Doeu? Espero que possa me ajudar.

Megg disse...

Fiquei muito feliz e emocionada com seu depoimento. Espero conseguir também pois sou casada a 10 anos e não tive penetraçao. Pensei o mesmo que vc desejando a morte, mas graças a Deus meu marido é muito compreensivo. Vou começar meus exercícios e espero ter sucesso, pois sonho em ser mãe. Obrigada por compartilhar sua experiência!!!

Julia disse...

Parabéns pela conquista. !!!! Como vc conseguiu romper o hímen? Doeu? Com que tamanho de prótese conseguiu? Sou casada e ainda virgem. Por favor se puder compartilhar comigo agradeço

Anônimo disse...

oi desde ja agradeço o blog eu sou luluzinha e qria saber se o q acontece comigo.
vamos lá eu consigo penetração de um penis so que sinto incomodos como se eu não tivesse lubrificação interna e não sinto prazer so pelo toque do clitoris mais pela introdução do penis não esse problema pode ser vaginismo obrigado.

Anônimo disse...

Mulhere de Alagoas, estou me tratanto de um problema que não é vaginismo,mas me causa mta dor durante a relação sexual, pontos de tensão na vagina .A fisioterapeuta pelvica Dra. Debora Guedes é excelente! Atende em dois lugares em Maceió. Recomendo!

Anônimo disse...

ola estou precisando muito de sua ajuda sofro de vaginismo ha cinco anos e ate hoje nao consegui mim liberta gostaria de saber si vc conhecer alguma medica espacializada neste caso que possa mim ajudar moro em maceio alagoas

Anni Delorence disse...

Ola estou com dúvidas///
Você tem um email?

Julia disse...

boa tarde, estou em tratamento com uma psicologa e uma uroginecologista e segundo a uro não tenho contração na vagina ,mas meu corpo contrai inteiro e sinto dor, ja consegui colocar o 4 dilatador e o quinto metade, mas acho estranho pq os sintomas que ja li, que a vagina contrai sente uma pressão forte eu nao tenho, mas nao consigo a penetração poque doi na tentantiva]

Anônimo disse...

Olá tenho 19 anos, me deparei com o vaginismo ainda este ano quando por inúmeras tentativas tentaba ter relavao sexual, depois de lerser minha virgindade não conseguia de jeito nenhum uma penetração, achei que nunca conseguiria ter uma vida de mulher, porque na verdade nós começamos a ter auto -estima muito baixa por causa desse probleminha ! Então eu comecei com a fisioterapia pélvica fiz 3 sessões, as 3 foram apenas respiração e no final tive que abandonar porque estava muito apertada! Bem então eu finalmente comecei a procurar exercicios na internet que poderiam talvez me ajudar, porque na.minha mente eu NUNCA iria conseguir de maneira alguma!comecei com os exercicios que a dr fernanda passou consegui tudo até o 6 com penetracao completa, então achei que finalmente iria dar ao meu namorado oque ele tanto merecia! Mais tentei 1,2,3,5,6,7,8 várias vezes e nada! Foi muito frustante até que eu parei de fazer os exercicos totalmente eu tinha desistido de mim mesma ! Meu namorado nao , sempre foi muito paciente , me dizendo para ter calma que isso nao era um problema apenas meu , mais era um problema nosso ! Ate que um certo dia enquanto faziamos "brincadeiras " porque era só isso que eu conseguia fazer ele pediu para mim me tocar na frente dele, eu consegui e ele me perguntou se eu gostaria de tentar uma penetração e finalmente eu consegui! Sem sentir dor alguma! Finalmente venci o meu pesadelo que foi o vaginismo! Quando parei de pensar no que ele iria pensar se eu nao conseguisse, quando eu apenas me entreguei para ele eu consegui! Então nunca desistam! Acreditem em vocês! Nós podemos!

Marylene Siebra disse...

Olá Fernanda!
Sou Fisio / Sexológa espec. desde 2003
Moro em Fortaleza / CE
A procura por tratamento desta disfunção ( Vaginismo ) aumentou muito e olhe que o ano mal começou.
Minha indignação é ver profissionais despreparados para lidarem com questões tão delicadas.
Gostaria de deixar aqui o endereço do meu blog, tb?
Meninas de Fortaleza acessem - marylenesiebra.blogspot.com.br marylenesiebra@gmail.com
Estou em falta com as postagens mas logo vou recomeçar.
O Instagram ficou mais prático divulgar com isso deixe o blog um pouco de lado.
Obrigada por ocupar um pouco do seu espaço!


Unknown disse...

Olá doutora, adorei as dicas. Descobri que tenho vaginismo e não consigo criar coragem para contar pra minha mãe, tenho 17 anos e pra piorar, terminei meu namoro de 2 anos ( o que perdi minha virgindidade). Foram varias tentativas ate que consegui perdê-la, foi extremamente doloroso, chorei muito e pedia pra ele adiantar ao máximo para chegar ao apice. So consegui fazer uma vez devido ao medo da dor, tentei uma segunda vez mas ele n conseguiu penetrar pq eu contraia muito e reclamava de dor, ou seja, so transei uma vez e passei a evitar todo contato intimo com ele por medo de chegar aos finalmentes e eu acabar broxando. Agr que terminamos, eu n pretendo transar tao cedo, por medo e por que eu n preciso fazer isso com ficantes. Mas queria muito me livrar desse problema. Tenho medo so de penetrar o dedo na minha vagina. O que eu faço doutora ?

Anônimo disse...

Ola
Eu tentei ter minha primeira relaçao e nao consegui, fiquei bem chatiada. Tentei mais uma vez e ele conseguiu penetrar uns 3 dedos mas doeu muuuito, entao resolvi pesquisa e descobri o vaginismo. No começo n quis acredita achei q era pq eu estava preocupada e nao conseguia relaxa entao tentei a 3 vez e meu namorado n consegui penetrar nada entao falei p ele tentar com o dedo e ele conseguiu penetrar 2 dedos.resolvi fazer os exercicios mas n cosigo de jeito nenhum relaxar com o dilatador, mas quando faço com meu namrado e ele usa os dedos eu consigo relaxar. Tem algum problema eu fazer os exercicios com o dedo?

Anônimo disse...

Olá! Gostaria de tirar uma dúvida, por favor.

Se eu ficar 1 semana sem penetração, é normal sentir dor ao voltar a praticar?
É normal sentir dor quando o sexo demora um pouco mais a terminar ou quando você quer praticar novamente logo em seguida?

Obrigada

Anônimo disse...

Oi dr. Entao,sou virgem, e na minha vagina não penetra nem o dedo, dói muito, mesmo n estando tensa, n sei oq é

Ina disse...

Descobri o nome do meu problema aqui na internet. Minha primeira relação foi incompleta por conta da dor, tinha 37 anos. Logo depois fiz histerectomia por causa de um mioma agressivo, 5 hemorragias, fiquei deprimida pois sonhava com filhos. Esqueci a vida amorosa, vivi para o meu trabalho e para os filhos que fui adotando. Agora, com mais de 50 anos, tenho um namorado. Carinhoso e muito lindo! Já tentamos várias vezes e nada de penetração. Tenho orgasmos com suas carícias, mas a dor é insuportável e sempre preciso pedir pra ele parar de tentar. Agora preciso da ajuda que nunca busquei porque eu não tinha um amor. É possível na minha idade?

Anônimo disse...

Bom dia Dra. Fernanda,

Tenho 25 anos e sou casada, há 7 meses tive bebê e já no final da gestação o sexo se tornou impossível devido às dores.
Procurei vários ginecologistas e o diagnóstico a princípio foi candidiase tratei, porém as dores continuam.
As vezes consigo a penetração mais sempre com dor e nada de ter movimentos rápidos pq quando é profunda a dor fica muito forte, durante o ato meu marido fala que esta muito apertado.
Já estou ficando desesperada! Dra. Se trata de vaginismo?

Anônimo disse...

Doutora, bom dia!

Sinto dor durante a relação sexual, sinto dificuldades de relaxar, mas consigo a penetração completa, durante alguns momentos que ele "se empolga" eu travo e começo a sentir dor, estive me observando e percebi que minhas dores são na parte de cima da vagina, existe uma bolinha de carne que "tampa" a entrada da minha vagina mas eu consigo empurrar para dentro ela é bem rígida e é nela que eu sinto as dores quando fico em alguma posição que não toca nela consigo ter a penetração normal mesmo que desconfortavel e meu parceiro comenta que sente meus músculos da vagina enrijecido.

Anônimo disse...

Bom dia!

enviei um e-mail dia 04/04-2016 e nunca fui respondida.

Obrigada!

Fernanda Pacheco disse...

Oi querida ! Não encontrei nenhum e-mail nessa data que não tenha sido respondido. As vezes o meu hotmail identifica como spam e acaba sendo perdido! Meu WhatsApp é (21)99560-9080 terei enorme prazer em te ajudar !

Fernanda Pacheco disse...

Procure uma fisioterapeuta especialista em Uroginecologia ... É preciso verificar que bolinha é essa q vc percebe !

Fernanda Pacheco disse...

Pode ser que sim... Mas é impossível saber apenas com essa queixa. Vc precisa ser examinada por um medicou que compreenda o assunto ou uma fisioterapeuta especialista !

Fernanda Pacheco disse...

Querida é possível sim! Mas para afirmar eu teria que te examinar ! Procure uma fisioterapeuta especialista em Uroginecologia na sua cidade .

Fernanda Pacheco disse...

Pode ser que vc tenha vaginismo ou alguma outra disfunção ! Já procurou um medico para falar sobre o assunto ?

Fernanda Pacheco disse...

Dor não é normal em momento algum! Muito tempo sem sexo vc pode sentir uma dificuldade inicial na primeira penetração se não estiver bem lubrificada , mas liga que encaixa, essa dificuldade acaba e a relação segue normalmente !

Fernanda Pacheco disse...

Que ótimo! Pode fazer sempre os exercícios assim como vc consegue !

Fernanda Pacheco disse...

Parabéns querida! Fico muito feliz por vc!

Fernanda Pacheco disse...

Obrigada !

Fernanda Pacheco disse...

Existe vaginismo que a contração só se manifestará durante a relação sexual . Portanto no consultório médico não conseguimos visualizar a contração ! A sua queixa deve ser sempre levada em consideração ok?

Fernanda Pacheco disse...

É possível que seja vaginismo! Procure ajuda o quanto antes e em breve vc terá uma penetração completa ! Abraço
OBs: quando o hímen é imperfurado a menstruação não desce !

Fernanda Pacheco disse...

pense na possibilidade de conversar com sua mãe . Pois como vc é menor de idade o tratamento para o vaginismo precisa da autorização dela enquanto vc for menor de 18anos .

Fernanda Pacheco disse...

fernandapacheco84@hotmail.com

Fernanda Pacheco disse...

Pelo que vc descreve , não parece ser vagisnimo! Procure ajuda médica especializada !

Fernanda Pacheco disse...

Querida tente agendar uma avaliação com um fisioterapeuta especialista . Assim saberemos do que se trata ! Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Preliminares, lubrificação extra e se persistir procure ajuda medica !

Fernanda Pacheco disse...

Querida parabéns ! Fico feliz que os exercícios com dilatadores que descrevo aqui no blog tenham te ajudado ! Bio felicidades

Fernanda Pacheco disse...

Querida se for sua vontade pode fazer os exercícios sim! Claro que com ajuda do profissional especializado é tudo muito mais fácil e rápido ! Me mande um e-mail e te indico uma profissional habilitada na sua cidade ok ? Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Fico muito feliz querida! Bjs e boa sorte!

Fernanda Pacheco disse...

Parabéns querida ! Fico muito feliz que o blog tenha te incentivado ! 😘

Anônimo disse...

Boa tarde.
Tenho 24 anos e sou virgem, tem mais ou menos uns 2 anos que eu e o meu namorado tentamos ter relações sexuais, só que sem êxito. Forçamos e tudo para que houvesse a penetração, mas, nada deu jeito e sinto dor nessas tentativas. Isso quer dizer que tenho vaginismo? E como devo prosseguir para resolver tal situação?
Desde já agradeço.

Anônimo disse...

Boa noite, sou casada a 8 meses, e me casei virgem eu e meu esposo, porém nunca consegui ter a penetração, isso porque desde solteira ouvia todos dizerem que a primeira vez dói e a primeira isso a primeira vez aquilo...e então isso entrou no meu subconsciente, e comecei a assimilar o sexo com a dor...e nunca deixei ser penetrada porque sentia realmente uma parede ali em baixo, mas tudo isso por conta dos músculos que se contraem, com dois meses de casada descobri que o que eu tinha era vaginismo e decidi depois de muitas noites de choro e dias de angustia, aflição, desespero e baixa alto estima comprar o kit de dilatadores, o meu kit é da marca absoloo, e possui 6 tamanhos diferentes, para vocês terem noção que quando fui ao ginecologista quando descobri o problema ela mal conseguiu colocar o dedo indicador sentia uma ardência terrível...então depois de comprar o kit e abusar do uso de gel lubrificante eu comecei a tentar confesso q nesses meses fiquei um bom tempo sem fazer os exercicios com ele, porque na primeira tentativa eu senti uma dorzinha e desisti, achei que aquilo tbm não daria certo, mas minhas amigas quero lhes dizer que voltei a fazer de novo, com muita garra, decidi ser forte e principalmente ter fé no Deus que eu sirvo e para a minha e para a sua surpresa já estou conseguindo colocar o último dilatador...sabe o que eu aprendi? Que se vc fizer no momento em que estiver sozinha em casa... vc deve colocar uma música, uma música que te faça voar com o pensamento bem longe daquilo que você está fazendo, não é fácil eu confesso! rs Mas impossível não é!!! Confesso que quando consegui penetrar o dilatador número 6 um peso que estava carregando a meses nas costas e no coração saiu, já me sinto mais leve e me sentindo muito mais mulher! Sei que vou conseguir e se eu que me achava fraca estou conseguindo você tbm conseguirá e eu creio que pela fé em Deus que aprendi a ter atráves deste meu problema você tbm vencerá essa batalha e todo o impedimento que o adversário tenta por na sua mente será derrotado! Um Grande Beijo a todas, vocês não estão só! Deus abençoe!

Anônimo disse...

olá Dra. sou casada a 2 anos e não consegui ter relaçao com o meu marido já fui a uma genicologista q disse q estava tudo normal em mim porem a minha abertura varginal é muito estreita e eu não suporto as dores na hora q vou tentar ter relaçao gostaria de saber se existe algum remedio para aliviar essas dores já estou desesperada?

Dani Mendy disse...

Olá Dra. tenho 17 anos, há um ano que eu tento perder minha virgindade, até troquei de parceiro em um ano pensando que era culpa do anterior, perdi as contas de tentativas, até que decidir pesquisar o que estava havendo comigo e descobri que era vaginismo, pois tudo confere.
O problema é que não tem como eu ir num fisioterapeuta por que meus pais são evangélicos e se eles descobrirem, eu nunca mais vou poder sair de casa, tudo é motivo pra me proibir de algo.
Eu consigo apenas o meu dedo (q por sorte já é alguma coisa), que depois de um bom tempo estimulando, consigo colocar um OB.
Queria saber se dá pra ter progresso apenas com as mãos ou é necessário um mini vibrador...

Anônimo disse...

Bom dia, eu tenho 18 anos e tenho problemas em inserir qualquer coisa, por mínima que seja no canal vaginal, se eu não estiver excitada dói também só de tocar... meu problema é mesmo vaginismo ou é alguma coisa mais séria?

Anônimo disse...

Oi, tudo bem? Eu tenho 22anos e sou casada, eu simplesmente não consigo ter relações com o meu marido. Dói bastante, já fui ao médico e ele me disse que meu hímen já foi rompindo com o dedo. Será que o que eu tenho é vaginismo?

Pkna disse...

E graças a essa dica, hoje estou curada.
Muito obrigada.

leandro andrade disse...

Bom dia,sou Leandro, por aqui procuro uma ajuda, minha namorada não consegue receber penetracao,ela sente muita dor,o que devo fazer para estimular, eu tento colocar o dedo e ela questiona de muitas dores,gostaria de uma ajuda.obrigada.

leandro andrade disse...

Bom dia,sou Leandro, por aqui procuro uma ajuda, minha namorada não consegue receber penetracao,ela sente muita dor,o que devo fazer para estimular, eu tento colocar o dedo e ela questiona de muitas dores,gostaria de uma ajuda.obrigada.

Anônimo disse...

Ola, boa tarde, eu namoro a mais ou menos 5 meses, e eu e minha namorada estamos tentando fazer sexo. Sempre temos muita vontade, ela fica muito excitada, ela deixa que eu faca a penetracao do meu dedo, ele entra sem dificuldade, ela ate gosta , mais sempre que vamos tentar fazer a penetracao, ela sente muita dor, e pede para parar, muitas veses, a gente tentaa varias veses no dia , queria uma ajuda sua, oque poderiamos fazer para conseguir, sera que o kit de vaginismo ajudaria,

Anônimo disse...

Tenho 20 anos e estou quase entrando em depressão. Me identifiquei com o vaginismo e Enfrento esse problema com o meu namorado a 2 anos. Por favor,preciso de ajuda,estamos sofrendo muito, eu já estou pesquisando exercícios para fazer em casa, mas gostaria de uma ajuda médica tbm. Como é onde posso encontrar?, Moro em Itaquá. São Paulo.

Anônimo disse...

Olá, tenho 23 anos e sou casada a mais de cinco anos e a pouco tempo descobri que eu posso ter o vaginismo.
Não consigo ter penetrações por nada desse mundo, e entap comprei o kit da absoloo e estou fazendo os exercícios consigo colocar até o quarto tamanho sentindo uma ardência.
E quando tento colocar o quinto não vai de jeito nenhum apenas hoje consegui colocar a metade mas aí comecei a chorar por não conseguir mais
Só que eu estou pedindo ao meu Deus, estou orando muito, e eu creio que vou alcançar minha cura.
Seria mais fácil com ajuda de um profissional só que aqui na minha cidade não tem fisioterapeuta urologista, então só Deus na minha vida. Meu marido tem paciência comigo, porém eu me sinto em falta, eu me sinto à pior das mulheres... Inútil sabe.

Anônimo disse...

oi tenho 24 anos e tambem me identifico com esse problema . sinto muita dor qdo tento transar e logo ja pesso para meu namorado parar; a penetraçao nao passa de 3cm e doi muito . vou seguir essas dicas e espero que eu consiga melhoras. Uma pergunta ,as mulheres que tem o vaginismo sentem dor com o sexo anal tbem? porque eu consigo ter relação anal normal . grata pela atenção .bjo

Anônimo disse...

Oi tenho 29 anos e sou casada há 5anos e não consego ter penetração já tentei de tudo fui tbm a uma ginicologista contém o meu problema ela até tentou me ajudar mas depois perdeu a paciência e dai fiquei com muita vergonha de voltar lá,eu sempre tento sozinha não tenho ajuda de amigas pq tenho vergonha de contar meu marido é muto paciente espera até meu tempo mas sinto que estou perdendo ele pois agora ele que ter um filho mas como se eu não consigo ser mulher por completo fico muito triste me sinto menos do que as outea mulheres dói muito e pra acabar ele teve um relacionamento com outra muher e me fez me sentir ior mas ainda.e agora não como fazer pq preciso de ajuda mas de quem se não tenho ninguém não deixei ele por vergonha pqsei que se não conseguir com imagina só.e minhas amigas não conhece o vaginismo vai rir da minha cara e agora o que faço .

Anônimo disse...

meu nome é sheila, e tambem estou passando por isso,sei que muitas mulheres e muitos casais estao sofrendo por este mesmo motivo. OLHA, nao perca a sua fé,eu consegui introduzir um DEDO.ANTES eu nao conseguia nem mesmo incostar. e agora q se passou 2 anos, eu decidi reagir e procurar ajuda de um profissional. faca isso, pergunte , procure por uma fisioterapeuta especialista em vaginismo. o tratamento nao é muito caro e vale a pena. tente todos os meios que vc puder, todos os dias , incansavelmente até conseguir sua cura. E se o seu marido te amar , ele irá suportar tudo isso ao seu lado. vi um caso aonde a mulher ficaram 10 anosss sem penetração, e nao se separaram , e hoje estao bem e fazem sexo. nadaaa pra Deus é impossível. acredite nele e em Vc

Anônimo disse...

Obg vou continuar tentando sim,mostrei a meu esposo esse site e ele viu varios comentarios só não sabe q um desse é o nosso mas assim q ele viu se interessou bastante e está tentando me ajudar.gostei muito desse site está me ajudando muito obg.

Anônimo disse...

Olá, Dra. Fernanda Pacheco,

Desde já agradeço imensamente sua dedicação de seu tempo e conhecimento para nos ajudar. Peço, por favor, para que possa me indicar um especialista no assunto em Fortaleza. Muito Obrigada.

Anônimo disse...

Dra. O vaginismo impede que eu tenha parto normal?

Megan disse...

Meninas, eu sou casada há 5 anos, há mais ou menos uns dois anos estou sentindo uma dor (que veio diminuindo com o passar do tempo) ao penetrar, essa dor é somente durante a entrada do pênis, depois que ele entra e eu me acostumo consigo fazer normalmente, só que não consigo muito variar as posições, e também sinto muita dor quando eu tenho orgasmo e meu marido continua o ato logo em seguida. Enfim,ainda é um incômodo pra mim pois eu não tenho uma vida sexual normal, embora eu sinta dor apenas no início da relação, mas eu nao consigo variar posições, de lado por exemplo pra mim dói demais, o que antes era super normal e prazeroso, gostaria mesmo de ter uma ajuda profissional, pois eu consigo inserir o dedo ou dois, de repente até 3, sem dor alguma, a dor é apenas com o pênis, então penso que deve ser psicológico, mas eu tinha relação normalmente nos 3 primeiros anos de casamento, ocorreu essa dor logo depois que fui á uma consulta ginecológica onde fiz o exame preventivo, tenho 90% de certeza que o problema começou ali.

Anônimo disse...

Olá meu nome é Luluzinha.Eu sou casada ha oito anos e des quando eu casei que não consigo ter uma relação com o meu marido.Como eu casei virgem e ele também eu achava que tinha algo de errado mais nunca comentei com ele.Sempre tive vontade de procurar um ginecologista mais sempre tive medo e os anos passaram,e no ano passado eu fui no medico a medica me tratou muito mal falou muitas coisas ruim para mim.Mandou eu procurar um sexologo mais como eu nao tenho um convênio estou esperando o SUS marcar para mim.EU Ja vou fazer nove anos de casada e nunca consegui que meu marido penetra em mim.Meu sonho é ser mãe mais como vou ser mãe se meu marido não consegue penetrar em mim?Todos me pergunta porque que não sou mãe ainda e sempre tenho que dar desculpa.Queria muito a ajuda de vocês porque já vou fazer 34 anos.O bom que meu marido é paciente e ele me da muita força.

Anônimo disse...

Olá! Estou fazendo os exercícios com os dilatadores. Comprei um kit que vem 6, e acabei de atingir pela primeira vez a penetração com o tamanho 5. Contudo, me dá muita vontade de fazer xixi quando o insiro. Também sinto que, involuntariamente, de vez em quando contraio a vagina (mas, quando faço isso, consigo voluntariamente descontrai-la). Isso tudo não ocorria com os números menores de dilatadores. A vontade de fazer xixi passa assim que retiro o dilatador da minha vagina. Minhas dúvidas são: devo continuar o exercício? Isso é algo com que devo me preocupar? Pode fazer mal? Um beijo!

Thiago Oracides Rodrigues disse...

Boa noite como faço para entrar em contato com VC doutora??

Thiago Oracides Rodrigues disse...

Boa noite como faço para entrar em contato com VC doutora??

oscar Oscar disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Samantha disse...

Oii Dr. Eu consigo ter penetração com um certo esforcinho, o que me incomoda é a ardência na volta, a dor que sinto é ao redor no "vem e vai" do ato. O que posso fazer?

Anônimo disse...

Oi me chamem de line ,eu acho que eu tenho vaginismo. Eu sinto muita dor e não consigo deixar meu marido me penetrar. Mas quando eu estou sozinha eu consigo enfiar ,um ,dois e até os três dedos a fundo na vagina e não dói. Será o que é que eu tenho?
Pfv me responda!!!

Liliane Vasconcelos disse...

Tento tratar vaginismo há 1 ano. Sou Casada há 9 anos. Tenho os dilatadores, mas não sei como fazer o exercício nem quanto tempo por dia. Eu sinto muita dor na " porta" da vagina, com dificuldade até consigo passar todos os dilatadores, mas o desconforto é enorme. Coloco , ok, mas fica nisso, e suando frio... Fazer o movimento de vai e vem não consigo , pois manipula a " moldura da porta" e aí sinto dor...Consegui fazer um exame de ultrassom transvaginal, mas não consigo abrir as pernas pro meu marido porque a dor na porta impede. Sempre foi de pernas fechadas e me sinto inferior por causa disso! eu acho que ele nunca me penetrou, mas talvez consegue colocar uma parte do pênis dentro...falo isso porque as vezes sinto o jato da ejaculação bater no que acho ser meu canal da urina, o que também me faz estremecer de dor. Obs: fiz cirurgia pra retirar o hímen, pois não conseguia fazer de modo " natural", tamanho meu desespero para poder passar a não ter dor, abrir as pernas, ser penetrada completamente e ter filhos! por favor me dê mais dicas como relaxar esse esfincter! sei que estou perto de conseguir mas falta quem me oriente!! onde moro não há especialistas nessa área ( Sergipe). Meu sonho é poder ter uma relação sexual normal com ele, sem dor...desde já agradeço a ajuda! obrigada!

Bárbara Estefhane disse...

Oi Dra. eu estou sentindo muito incomodo durante a penetracao quando tenho relação com o meu namorado. Há mais ou menos um mês eu tive candidíase fiz o tratamento mas ela voltou, então a ginecologista passou que eu tomasse um flucanazol comprimido no primeiro dia da minha menstruação durante 6 meses, estou no segundo comprimido. Porém ainda sinto muito incomodo durante a penetracao e também sinto como se houvesse uma barreira impedindo tal ato. Consigo ter relação sexual mas depois de muita luta...
E isso está me deixando muito frustada, agradeço muito se a senhora pudesse me ajudar!

Anônimo disse...

Olá Dr. Débora,
Minha esposa esposa sofre de vaginismo e descobrimos a pouco tempo esse tipo de disfunção sexual. Diante dessa situação passamos a ler e pesquisar muito sobre o assunto. Inclusive minha esposa passou com uma psicologa mas nao foi de ajuda nenhuma. Recentemente descobrimos um centro de conscientizacao e tratamento dessa disfunção no qual é formado por uma equipe de psicologos, ginecologistas e fisioterapeutas. Minha esposa assistiu uma palestra e descobriu que dependendo do caso dela, seria necessario a fisioterapia, e por ouvir sobre o toque e introdução de objetos, ela ficou muuuuuuito apreensiva e assustada, inclusive se indispondo a continuar o tal tratamento. A minha dúvida é se esse tratamento com a fisioterapia e tudo mais é feita por uma outra pessoa ou o proprio paciente é quem o faz a partir das orientacoes que receber do profissional? Existe algum tipo de fisioterapia acompanhada de um profissional mas que ela possa fazer os exercicios e a introdução dos dilatadores? Sua clinica é em qual estado brasileiro?
Precisamos muito de ajuda. Desde já, obrigado pelos artigos e canal no youtube que tem sido de ajuda pra muitas mulheres.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Fernanda Pacheco disse...

Que bom querida ! Fico muito feliz ! Se vc puder , faça fisioterapia com um especialista! A melhora é muito rápida!

Fernanda Pacheco disse...

Com certeza querida! Me mande um oi pelo Zap que te passso o telefone de algumas especialistas que fora minhas alunas em Sp . Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Leandro preciso de mais informações para poder ajudar ! Me ligue e conversamos melhor !

Fernanda Pacheco disse...

Olá querido! Meu nome é dra Fernanda Pacheco !
Sua esposa primeiro precisa agendar uma avaliação inicial onde iremos apenas conversar para ele entender o tratamento . Minha clínica fica no Rio de Janeiro (21)2262-5335

Fernanda Pacheco disse...

Querida investigue se pode ser Vulvodinia ou outra dispareunia . Primeiro agende uma consulta de avaliação com fisioterapeuta especialista

Fernanda Pacheco disse...

Querida me mande um WhatsApp que eu vou achar algum prifissional perto de vc !
Cirurgia para retirar o himen infelizmente não resolve essa questão do vaginismo !

Fernanda Pacheco disse...

Oi querida ! Pode ser vaginismo situacional ! Difícil falar sem te examinar ! O telefone do meu consultorio é (21)2262-5335

Fernanda Pacheco disse...

Samantha já investigou Vulvodinia ? Agende consulta com fisioterapeuta especialista para checar essa possibilidade . Difícil saber do que se trata sem que eu possa te examinar . Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Www.clinicaurofisio.com.br
(21)2262-5335

Fernanda Pacheco disse...

O dilatador 5 é mais largo e mais comprido ele pode estar comprimindo a uretra e então desencadeando a vontade de urinar . Normal! Na dúvida seria importante vc passar por ao menos 1 consulta . Bjs

Fernanda Pacheco disse...

Querida procure urgente um fisioterapeuta especialista ! Faça pelo menos 1 consulta de avaliação . Posso te ajudar indicando alguém
Na sua cidade ! Me mande um Whats App (21)99560-9080

Fernanda Pacheco disse...

Oi querida ... seria importante vc fazer uma avaliação inicial com uma fisioterapeuta especialista ! Posso te indicar uma profissional ! Me chama no zap (21)99550-9080

Fernanda Pacheco disse...

Não necessariamente ! Tenho caso de pacientes que conseguiram !

Fernanda Pacheco disse...

Pode menenviar um zap que eu te passo o telefone ! (21)99560-9080

Fernanda Pacheco disse...

Queridas é muito importante que vcs façam avaliação inicial com uma Fisioterpaeuta especialista !

Fernanda Pacheco disse...

Não necessariamente ! Tem meninas que só conseguem anal e tem meninas que não conseguem nem anal nem vaginal !

Fernanda Pacheco disse...

Oi querida . Vc precisa primeiro fazer uma avaliação com profissional especialista ! Me envia um zap para eu poder te indicar ok ? (21)99560-9080

Jess disse...

Olá dra. tenho um relacionamento a distancia porém toda vez que temos relação sinto dor na entrada da vagina, já fui na ginecologista e ela me falou que não tenho nenhum problema visivel mas quando ela inseriu o instrumento para colher material senti dor, ao falar isso para ela, ela me disse que tenho um "principio de vaginismo", mas não tenho nenhuma situação psicologia que possa influenciar isso. Não tive experiencias traumáticas, e acredito na busca do prazer feminino. Durante a masturbação não tenho problema com um dedo, mas com 2 já sinto um incomodo e com um penis de borracha sinto muita dor. O que devo fazer? >.<

Fernanda Pacheco disse...

Vc deve agendar uma avaliação com um fisioterapeuta especialista em disfunções sexuais femininas . Me mande um zap com a sua cidade que te indico alguma ex aluna minha ! (21)99560-9080

Anônimo disse...

Nao sinto dor c um dedo ate q entra bem, já c 2 doi um pouco, mas c pênis n entra de jeito nenhum.
Sou de SP onde tem fisioterapeuta sexual aqui?

Amanda disse...

Olá

Venho realizando os exercícios com os dilatadores. Ontem fiz a primeira tentativa com o maior dilatador. Consegui introduzir mais da metade, porém senti uma ardência e retirei o mesmo, pois estava nervosa. Quando observei o dilatador, vi um pouco (bem pouco mesmo) como se fosse um risquinho de sangue. Me preocupei um pouco, pois não tinha acontecido com os outros dilatadores. Em nenhum momento senti dor e não saiu sangue na minha calcinha depois disso. Isso é normal? Pode ser que tenha sido ocasionado pela ruptura do himen? Meu marido acha que foi devido a isto. Gostaria muito de obter uma resposta. Seu blog tem me ajudado muito em todo processo! Obrigadaaa!

Nildes Pedras disse...

Tenho ardência e queimação constante, ja fui diagnosticada com vulvoldinia, tomo gabepentina a amitripitilina, mais nao tenho obitido um resultado nos sintomas. Dra qual um outro tratamento para aliviar os sintomas, preciso encotrar um lugar que faz tratamento gratuito. Eu cheguei ir ate o caism da Unicamp, mais é muito longe para me, moro em embu das artes. Por favor precisode ajuda, São 2 anos sofredo.Nildes

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 220   Recentes› Mais recentes»