Eu tenho VAGINISMO?


Como saber se o que eu tenho pode ser vaginismo?


O vaginismo pode ser facilmente identificado! Veja se você se encaixa em alguma das situações abaixo:

- Quando a própria mulher vai se examinar, tentando introduzir o dedo no interior da vagina e encontra muita dificuldade;

- Ao tentar colocar um tampão vaginal, encontra dificuldades impossibilitando o uso do mesmo;

- Na tentativa de uma relação sexual com penetração, relata sentir dores impedindo a penetração. As vezes pode vir acompanhado de sensações de câimbras em pernas e glúteos, pressão baixa e suor frio.

- Na consulta ginecológica quando a mulher vai fazer o exame físico, às vezes basta apenas colocar-se na cadeira de exame para a contração muscular vaginal involuntária se dar, o que impede a realização do mesmo. Isso não é regra! Muitas meninas conseguem fazer o exame ginecológico sem maiores incômodos. Nessa última situação, a contração involuntária só irá se apresentar durante a atividade sexual.



Para ter a certeza que o que você tem é realmente Vaginismo, é necessário que você seja avaliada como um todo... Seu quadro geral de saúde, sua história de vida, seu histórico clínico, seus resultados laboratoriais e seu exame físico, afastando assim outras possíveis causas dos espasmos vaginais, de outras disfunções sexuais ou efeitos fisiológicos diretos de outros quadros clínicos como, por exemplo, endometriose ou infecção vaginal. Procure o seu ginecologista e relate as suas queixas.

7 comentários:

Anônimo disse...

sofro a 25 anos só agora descobri que tenho vaginismo sempre reclamei com meu medico da dor que sinto e a dificuldade de penetração cheguei fazer uma cirurgia pra melhorar e nada adiantou troquei de medico agora estou começando um novo tratamento espero muito que de certo.

Cassia disse...

Tive meu bebê faz nove meses e após o parto sinto muita dor durante a penetração, já fui em varias ginecologistas e não tem nenhuma alteração, será que tenho vaginismo? É possível ter somente após o parto pois antes eu não sentia dor nenhuma!!

Anônimo disse...

bom eu nao tnho dificuldade na contracao da vagina, eu so nao consigo deixar nada e ngem introduzir algo nela.... tnho medo receio!! ja consegui colocar o n 1 e o 2 mas nao consegui evoluir... sera q 'e vaginismo!!! sou casada 3anos e ate hj nao houve penetracao.

Anônimo disse...

Há 20 anos que sofro de dores na penetração. Eu até deixei de ter relações sexuais com o meu marido. Já fui há vários médicos e nunca nenhum deles me falou sobre vaginismo. Muitos disseram que era climatério e que estava ficando seca. Usei lubrificantes e não adiantou nada. Sinto dores bem na entrada, dificultando o ato. Quando li a respeito do vaginismo e que poderia ser adquirido por traumas eu cheguei a conclusão que tenho porque tudo começou quando estava fazendo tratamento para engravidar, apesar de ter tido dois abortos espontâneos e uma gravidez tubária.
Fiz o tratamento, tomando injeções e fazendo exames de ultrassonografia seriada para acompanhar o crescimento do óvulo. No final, no ultimo exame de ultrassonografia no dia limite, 14o dia, o óvulo estava muito grande e o médico me perguntou se eu tive relação na véspera do exame e eu respondi que sim. E ele me disse para eu rezar para não ficar grávida pois poderia abortar novamente. Eu entrei em pânico até menstruar. Depois disso nunca mais consegui ter relações que sentia dores. Achei que tivesse sido pela quantidade de hormônios que tomei. O meu ginecologista na época me disse que eu poderia ter o hímen complacente. Eu nunca tive problemas com isso, já fiquei muito tempo sem ter relações e não tive dor depois. Agora estou com 60 anos e casada há 30 anos. Sinto falta de um contato íntimo e gostaria de me tratar. Sou aposentada e não tenho recursos para pagar um tratamento. Moro em Miguel Pereira, RJ. Infelizmente perdi a sua palestra.

Anônimo disse...

Oi, não sei se tenho vaginismo. Estou casada a quase 2 anos e não conseguimos ter uma penetracao completa. O fato é que eu sinto dor e não consigo sentir prazer. Só quem passa por isso sabe o quanto é sofrido. Meu marido tem muita paciência mas quem não tem mais paciência sou eu pois isso não é vida. Sinto que não consigo fazê -lo feliz nesta parte e isso é terrível. Eu sinto dor logo na entrada tenho a impressao que minha vagina e super estreita da uma sensação que vai rasgar quando tentamos. Tentei usar os cones dilatadores, fui até o 4 mas o 5 eh muito maior que o 4 então não consegui continuar. Quando tento o 5 por ser tão grande tenho contrações involuntárias logo na entrada então eu realmente penso que sou super estreita!!! Talvez eu esteja meio depressiva por conta dessa dificuldade. E sinto muita vergonha..não quero que ninguém saiba do que estamos passando..

Quase lá disse...

Olá!

Estava lendo a história de cada uma de vocês.

Realmente é algo inexplicável, para muitos que passam por isso é tão dolorido. Eu inclusive estou passando por essa fase, casada à dose anos, no início foi um sonho, onde não pensaria passar por essa situação. Fui em várias médicas (ginecologistas), praticamente 4delas falaram que eu sou normal, e que precisará relaxar, me deu até remédios para relaxar, nada adiantou !
Por hora, estou tão decepcionada com a situação, que não tenho vontade de fazer nada para resolver essa situação. Meu marido, me cobrando filho, e nem se quer tenho vontade de ser mãe, pois não consegui passar a primeira fase, que seria a penetracao completa, tem dias que fico irritada, e meu marido também. Já pensamos em nos separar(eu a sugeri), não gosto de vê-lo sofrer nessa situação.

Eu as vezes choro,e, logo penso, irei resolver e vai dar tudo certo, mas sinto um desânimo é falta de coragem.

Por fim, penso em me separar, resolver esse meu problema é se der casar novamente.

Prefiro ficar sozinha e resolver, do que ver meu esposo na situação a qual nos encontramos. Eu e ele, aparecemos dois amigos em uma casa.

Obrigada

Quase lá disse...

Olá!

Estava lendo a história de cada uma de vocês.

Realmente é algo inexplicável, para muitos que passam por isso é tão dolorido. Eu inclusive estou passando por essa fase, casada à dose anos, no início foi um sonho, onde não pensaria passar por essa situação. Fui em várias médicas (ginecologistas), praticamente 4delas falaram que eu sou normal, e que precisará relaxar, me deu até remédios para relaxar, nada adiantou !
Por hora, estou tão decepcionada com a situação, que não tenho vontade de fazer nada para resolver essa situação. Meu marido, me cobrando filho, e nem se quer tenho vontade de ser mãe, pois não consegui passar a primeira fase, que seria a penetracao completa, tem dias que fico irritada, e meu marido também. Já pensamos em nos separar(eu a sugeri), não gosto de vê-lo sofrer nessa situação.

Eu as vezes choro,e, logo penso, irei resolver e vai dar tudo certo, mas sinto um desânimo é falta de coragem.

Por fim, penso em me separar, resolver esse meu problema é se der casar novamente.

Prefiro ficar sozinha e resolver, do que ver meu esposo na situação a qual nos encontramos. Eu e ele, aparecemos dois amigos em uma casa.

Obrigada